Bloqueios: Rodrigo Neves recua nas restrições de acesso para Niterói

Após anunciar que Niterói teria 28 pontos de bloqueios nas divisas do município com pelo menos 21 deles com barreiras de concreto, o prefeito Rodrigo Neves recuou no plano de redução de circulação de pessoas. Nesta primeira etapa do planejamento, entre 4 e 18 de abril, será proibida a circulação de táxis de municípios limítrofes e determinada a redução para 30% de ônibus intermunicipais no Terminal Municipal João Goulart. Serão montados pontos de bloqueio com agentes de trânsito e das forças públicas. Os caminhões e transportes de carga não sofrerão restrições para fazer entregas.

De acordo com o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, a medida é essencial para manter o isolamento social. Segundo o boletim epidemiológico divulgado quarta-feira (1 de abril) Niterói tem 62 casos confirmados, 16 hospitalizados, sendo 9 em Unidades de Terapia Intensiva, 22 em isolamento domiciliar sendo monitorados pela Secretaria de Saúde do Município. A cidade registra um único morto e tem 23 recuperados.

“Serão duas semanas críticas de propagação do coronavírus. Precisamos diminuir a entrada de pessoas na cidade já que Niterói é a segunda cidade do Brasil com maior circulação diária, com aproximadamente 250 mil pessoas que não residem aqui.. Com esta primeira etapa do plano, vamos verificar a curva de expansão do coronavírus em Niterói e nas cidades vizinhas para eventualmente adotar as outras medidas propostas no Plano”, explica o prefeito. “O objetivo é manter a curva de expansão do vírus achatada, o que já vem ocorrendo em Niterói graças à conscientização dos niteroienses com o isolamento social e às medidas que a Prefeitura vem tomando para combater a pandemia”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *