Bloqueio de contas prejudica milhares de usuários

A Caixa Econômica Federal bloqueou contas de poupança social usadas para o pagamento do auxílio emergencial suspeitas de fraude e parte dos usuários do aplicativo “Caixa Tem” precisam agora enfrentar um novo capítulo da longa jornada em busca de apoio do Governo Federal diante da pandemia do novo coronavírus. Para regularizar a situação, os beneficiários afetados devem ir até uma das agências bancárias da Caixa com o documento de identidade.

“É difícil entender o motivo de depois de três, quatro meses, do processo rolando a Caixa não conseguir resolver processos operacionais. Por um lado é importante o bloqueio dos fraudadores, por outro lado deixar pessoas realmente vulneráveis sem recursos é um problema. Não se tem previsão sobre até quando estes casos serão solucionados”, ponderou o economista da IBMEC Gilberto Braga.

Desde o início do pagamento do benefício diversas filas se formaram nas agências da Caixa contribuindo assim para o aumento da exposição da população ao coronavírus. O temor é também sobre a repetição deste cenário.

“Os números de casos de fraudes são altos. É importante a punição aos fraudadores, porém a medida provoca o retorno às filas de beneficiários para regularizar o cadastro em meio a uma pandemia. Esta falha operacional deve ser corrigida o mais rápido possível”, enfatizou o economista.

Em pronunciamento, a Caixa apesar de não saber informar o número de contas afetadas pelos bloqueios, diz ser baixo o percentual de beneficiários afetados por fraudes.

“A Caixa esclarece que o aplicativo Caixa Tem possui múltiplos mecanismos integrados de segurança, mantendo-se inviolável e seguro. O baixo percentual de fraudes observado deve-se à engenharia social, em que são utilizadas informações, documentos e acessos dos próprios clientes. Assim, recomenda-se utilizar apenas os aplicativos oficiais da Caixa e jamais compartilhar informações pessoais”, comunicou o banco através de nota.

A Caixa afirma que a área de segurança do banco monitora continuamente as contas e os acessos e em caso de suspeita realiza o bloqueio preventivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze + cinco =