Black Friday não acabou na sexta-feira (27)


O dia oficial da Black Friday já passou, na sexta-feira (27), mas o mês de novembro é considerado o mês das compras com muitos descontos. Empreendimentos ainda trabalham divulgando as promoções com essa ‘bandeira mundial’, ,mas especialistas apontam algumas dicas para as comercializações, principalmente pela internet.

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Niterói (CDL-Niterói), Luis Vieira, explicou a importância da instituição em grandes eventos como esse. “Para a evolução do comércio e serviço no mundo atual, através de discussões de políticas públicas, palestras, troca de experiências, conhecimento de novas tecnologias, ou seja, transformando e capacitando o empresário da nossa cidade. Acreditamos que podemos fazer diferente, e para evoluir, precisamos usar as ferramentas certas. A CDL Niterói apoia o comércio local para as novas ações do final de ano”, contou nas redes sociais.

O crescimento estimado para a Black Friday 2020 é de crescimento  de 77% em relação ao ano passado, de acordo com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm). “Com as medidas de isolamento social, os clientes deverão preferir as compras on-line, isso irá aumentar ainda mais a concorrência entre as empresas e atrair consumidores será ainda mais difícil, portanto, a principal dica para isso é investir em experiência do cliente”, avaliou Tomás Duarte, especialista em satisfação do cliente na América Latina.

Os descontos vão desde eletrodomésticos, roupas, restaurantes, serviços de beleza, automotivos e muitos outros segmentos. “Colocamos nossas promoções até o sábado (28) com até 65% de desconto. Estamos seguindo todos os protocolos de segurança em relação à covid-19. O movimento foi bom na última semana mas estamos percebendo uma moderação dos clientes que estão com medo do coronavírus. Respeitamos os limites de espaçamento, higienização e trabalhamos com as portas abertas para ventilação do ambiente”, finalizou a empresária do ramo da beleza Viviane Silveira.

Na própria sexta o Procon Estadual do Rio de Janeiro realizou algumas operações para garantir os direitos dos consumidores além de verificar se as ofertas oferecidas estavam sendo cumpridas. Segundo nota desde o mês de outubro, a equipe de fiscalização e pesquisa vem monitorando os preços dos itens mais buscados durante a Black Friday. Televisores, celulares, fogões, geladeiras e lavadoras estão no radar dos agentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − 8 =