Biblioteca Parque de Niterói debate a infância no mês da criança

Como forma de comemorar o Mês das Crianças, a Biblioteca Parque de Niterói oferece em outubro uma programação voltada para a discussão do papel da sociedade e dos profissionais de educação diante das transformações pelas quais passa o conceito de Infância, em um mundo globalizado, tecnológico e desigual. Por meio de um curso, palestras e exibição de filmes, a Biblioteca pretende, a partir de hoje, levantar questões políticas, epistêmicas e pedagógicas para pensar as diferentes infâncias na contemporaneidade e os mecanismos para reduzir as diferenças de oportunidades.

O Primeiro Eixo da programação consiste no curso “Questões contemporâneas que atravessam a educação da(s) infância(s) na contemporaneidade”, dividido em 4 encontros que acontecem hoje, 5, 11, 19 e 25, sempre das 14h às 17h. Professores e pesquisadores do Grupo de Estudos e Pesquisas da(s) Infância(s), Formação de Professores(as) e Diversidade Cultural da FFP/UERJ, convidam colegas de profissão e estudantes do campo da infância, para conversar e aprofundar questões que transversalizam a educação da infância na contemporaneidade, assumindo a educação das crianças como um problema político, epistêmico, ético, jurídico e pedagógico.

Hoje o encontro “Infância e Sociedade: discutindo o estatuto da infância na sociedade brasileira”, fala sobre o conceito de infância, as diferentes infâncias no país, o estatuto de direitos da infância e os principais marcos jurídicos e legais. As professoras Maria Tereza Goudard Tavares (UERJ/FFP/PPGedu), Heloisa Carreiro (UERJ/FFP) e Carmen Lúcia Vidal Perez (FE/UFF) pretendem se aprofundar nos estudos Sociais da infância, na pluralidade e na heterogeneidade que constituem as infâncias na contemporaneidade.

Na quinta-feira, dia 11, as professoras Regina de Fátima de Jesus (UERJ/FFP) e Flávia Alves (UERJ/FFP) convidam para o Encontro “Infâncias Plurais: as crianças e marcadores sociais de diferença”, quando pretendem discutir a pluralidade das infâncias contemporâneas e marcadores sociais de diferença: classe, raça e gênero. As diferentes infâncias negras, indígenas e quilombolas, as questões raciais e a educação e a diversidade cultural, serão tema desse encontro.

O terceiro encontro, agendado para a sexta-feira, 19, ministrado pelas professoras Denize Sepulveda (UERJ/FFP) e Maíra Martins (UERJ/FFP), terá como tema, “Sobre o sexo dos anjos: infâncias e sexualidades”. O objetivo é debater os conceitos vinculados às questões de gênero e sexualidades infantis, tematizando os preconceitos, os desconhecimentos, a questão da sexualidade na infância, bem como o papel da escola da infância na discussão e enfrentamento de questões vinculadas às sexualidades infantis.

“Dialogando com os bebês na escola da infância: Por uma epistemologia da escuta dos bebês” é o tema do quarto Encontro, agendado para a quinta-feira, 25 de outubro, e ministrado pelas professoras Carmen Sanches (FE/UNIRIO) e Maria do Nascimento e Silva (SME/Niterói/UNIRIO). O Encontro tem como objetivo, discutir a educação dos bebês em ambientes coletivos, pensando a relação com os adultos, problematizando as interações entre os bebês e a produção cotidiana de relações educativas em diferentes tempos e espaços de acolhimento aos bebês.

No Segundo Eixo, a Biblioteca Parque abre sua histórica Casa para a exibição de filmes no programa “Imagens da(s) Infância(s): Outros nomes para a Infância”, que terá como tema as crianças e a pluralidade/complexidade do mundo infantil.
Agendadas para os dias 09, 16, 23 e 30 de Outubro, sempre às 14h, a seleção dos filmes procura analisar a ampla e sensível produção cinematográfica que tematiza as infâncias e a pluralidade de questões que transversalizam e problematizam o seu estatuto contemporâneo, é hoje um rico e importante material imagético, conceitual e analítico para se pensar os diferentes modos de conhecer, perceber, compreender a(s) infância(s), bem como complexa existência/produção de contextos sociais e culturais nos quais as crianças se educam no contemporâneo. Após as exibições, acontece um debate com especialistas.
Todas as atividades são gratuitas e a Biblioteca Parque de Niterói fica na Praça da Republica, s/n no Centro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *