Batalhão da PM em São Gonçalo abre as portas para a população

O comandante do Batalhão de São Gonçalo (7º BPM), tenente-coronel Gilmar Tramontini, que assumiu o posto no fim do mês passado, ordenou a retirada do portão de entrada da unidade, como forma de demonstrar que o quartel está de portas abertas para a população.

“Foi uma decisão minha. No meu entendimento, enquanto comandante é que o portão não precisa ser fechado. É exatamente isso que me causa estranheza. Não há outro motivo para essa decisão”, afirmou na manhã de sexta-feira (23), Gilmar Tramontini, reafirmando que sua tropa está se empenhando em garantir a segurança na cidade.

Nos últimos anos, o 7º BPM vinha sendo alvo de operações, como a realizada no fim do ano passado, quando a Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG), a Corregedoria da Polícia Militar e a Coordenadoria de Inteligência da corporação deflagraram a Operação Purificação. A ação teve por objetivo cumprir mandados de prisão e de busca e apreensão contra policiais militares lotados na unidade, sob acusação de desvio de carga roubada. Na ocasião, em meio a operação, um sargento cometeu suicídio dentro do batalhão. Haviam ordens judiciais contra um oficial, um tenente, seis sargentos, quatro cabos e dois soldados.

Em junho de 2017 o batalhão também foi alvo da Operação Calabar, que tinha como alvo 96 policiais acusados de envolvimento em um esquema de corrupção em São Gonçalo. Participaram da ação, agentes da Polícia Civil, do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público (MP-RJ), e da Corregedoria da Polícia Militar.

Desde que Tramontini assumiu o posto, muitos gonçalenses passaram a elogiar a atuação do batalhão, que reforçou o patrulhamento nas ruas e promoveu diversas operações em áreas consideradas de maior incidência, inibindo, aumentando a sensação de segurança na região, e mantendo a importante a tendência de redução da chamada “mancha criminal”, que vem se refletindo nos mais recentes números do Instituto de Segurança Pública (ISP).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × cinco =