Bangue-bangue vira rotina no Salgueiro

Acordar em paz é o desejo da maioria dos trabalhadores de todos os sexos, idades e credos. Entretanto, a realidade dos moradores do Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo, é bem diferente disso. Um dia após uma megaoperação, que durou toda a manhã de terça-feira (6), moradores do Salgueiro, em São Gonçalo, foram novamente acordados ao som de tiros e com um veículo blindado, popularmente conhecido como “caveirão” passando nas portas de suas casas.

Desta vez, os alvos foram suspeitos de praticar roubos, às margens da BR-101. Segundo informações da corporação, manhã de ontem, policiais militares do 7º BPM (São Gonçalo) estavam em patrulhamento próximo à rodovia BR-101, no bairro Itaúna, em São Gonçalo, quando se depararam com homens armados praticando roubos. Houve confronto durante a abordagem e os criminosos fugiram para a Avenida Flávio Monteiro de Barros.

Durante a troca de tiros com os policiais, um dos suspeitos acabou baleado. Ele foi socorrido ao Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), no Colubandê, e não teve o estado de saúde divulgado. A polícia afirma que, com o ferido, havia um fuzil, calibre 7.62, que foi apreendido.

O caso foi registrado na 73ª DP (Neves), central de flagrantes da região. A segunda manhã seguida com troca de tiros na região assustou os moradores que, por meio das redes sociais, manifestaram a sensação de insegurança que ronda bairros e comunidades que fazem parte do Complexo do Salgueiro.

“Blindado na comunidade, morador, cuidado na rua”, publicou uma página no Facebook, administrada por moradores da região. “Todo dia isso agora. Meu Deus”, disse um habitante da região, ao comentar a postagem. “Que Deus nos proteja”, complementou outra moradora.

Megaoperação

Agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) e da Subsecretaria de Inteligência da Polícia Civil (Ssint) realizaram operação, nesta terça-feira (6), no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo, para localizar lideranças do tráfico de drogas daquela região e o traficante Dalton Luiz Vieira Santana, suspeito de ter assassinado a ex-namorada, Bianca Lourenço Silva, de 24 anos.

A ação também tinha como alvos chefes do tráfico de drogas do estado do Ceará, que se esconderam na comunidade, conforme informações de inteligência da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas e Inquéritos Especiais (DRACO) e do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil do Ceará. Três suspeitos morreram.

Durante a ação, a Polícia informou que foram apreendidos dois fuzis, pistolas, diversos carregadores e munições, grande quantidade de tabletes de drogas e, ainda, vários trajes camuflados utilizados pelos narcotraficantes para se esconderem em regiões de mata. Alvos prioritários da Polícia Civil do Ceará, José Erasmo de Sousa Filho, vulgo “Erasmo”, e Carlos Menezes Bezerra, vulgo “Carlinhos”, lideranças criminosas no Nordeste, estão entre os mortos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco − três =