Bandidos invadem game house em Camboinhas

Augusto Aguiar –

Um assalto a uma residência, utilizada como game house para treinamento de praticantes de “e-sport” (jogos eletrônicos), em Camboinhas, na Região Oceânica de Niterói, deixou saldo de três presos (sendo um baleado), perseguição, confronto e libertação de uma pessoa, que fora mantida como refém, na madrugada desta terça-feira (10). Os três criminosos foram identificados como Leandro da Silva Barbosa, de 33 anos (com anotações anteriores por roubo), Lucas Silva Souza, de 49 anos, e Carlos Alberto Costa Garcia, de 32 anos. Além dos acusados, um carro usado pelo bando (e pertencente a um deles) foi apreendido pela polícia. Um dos bandidos conseguiu furar o cerco e fugir.

Na madrugada desta terça, cerca de 20 pessoas estavam reunidas numa residência, situada na Rua Renato Garcia, alugada pelo empresário identificado como Leonardo Viana, de 40 anos, para abrigar uma equipe de “e-sport”, destaque entre os praticantes de jogos eletrônicos do país, quando o grupo teria solicitado o serviço de entrega de pizzas. O que o grupo não sabia era que na mesma rua quatro criminosos, sendo dois deles armados, estavam dentro de um veículo, modelo Fiat Linea (cor prata), esperando a melhor oportunidade para invadir a casa. Assim que o entregador chegou e estacionou sua motocicleta para entregar as pizzas, os bandidos desembarcaram do carro e invadiram o imóvel, anunciando o assalto. Enquanto um dos marginais permaneceu na garagem da residência dando cobertura aos demais comparsas, os outros invadiram a residência e passaram a recolher diversos os pertences das vítimas. Porém, o bando não esperava que policiais militares do 12º BPM durante o patrulhamento haviam percebido a movimentação suspeita e se aproximaram da casa para averiguação.

Ao perceberem a chegada da PM, o criminoso que estava na garagem conseguiu pular um muro e fugiu, enquanto os demais tentaram escapar levando consigo uma jovem, de 19 anos, como refém (vítima que teve a identificação preservada). A refém foi obrigada a entrar no carro junto com três dos bandidos, que tentaram escapar em alta velocidade, sendo perseguidos pela polícia, que até aquele momento não sabia da existência de um refém. Houve confronto e a refém conseguiu se desvencilhar dos criminosos e escapar sem ferimentos. “Fiquei em pânico e nunca mais quero voltar nessa casa. Nunca pensei que uma coisa dessas poderia acontecer comigo. Pensei que fosse morrer. Um dos tiros passou perto de mim”, afirmou a vítima, acrescentando que os bandidos eram muito violentos e chegaram a agredi-la.

Na troca de tiros, um dos bandidos (Leandro) foi baleado na perna, medicado no Hospital Estadual Azevedo Lima (Heal), no Fonseca, e depois conduzido para a 76ª DP (Centro) com os demais acusados, autuados em flagrante. O veículo usado pelos bandidos no assalto e apreendido pela PM não era roubado e pertencia ao Carlos Alberto. Também foi apreendido um revólver calibre 38. Foram recuperados na ocorrência 11 aparelhos celular, três notebooks, 10 carteiras, dois fones de ouvido tipo red fone, uma câmera fotográfica, um tripé de câmera, dois flashs portáteis de câmera, três malas, seis mochilas, dois tênis, um videogame de mão, três relógios, um monitor e um helicóptero de controle remoto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × dois =