Bandidos disparam tiros contra casal que foi prestar socorro em São Gonçalo

O poder paralelo, que vigora em diversas comunidades do estado do Rio de Janeiro, tem uma espécie de código de comportamento padrão para que pessoas trafeguem por ruas, tornando o direito de ir e vir, consagrado na Constituição Federal, uma normativa sem eficácia.

Um lamentável exemplo disso é o fato registrado na noite de domingo (2), no bairro Jardim Catarina, em São Gonçalo. Um casal foi socorrer uma amiga na Rua Lamartine Babo, próximo à uma área dominada pelo tráfico de drogas, entrando na comunidade acompanhados de uma ambulância com as sirenes ligadas. Ao perceberem o som e as luzes do giroscópio do veículo de socorro, criminosos efetuaram disparos contra os veículos.

As vítimas, de 24 e 28 anos, respectivamente, foram atingidas no braço, sendo socorridas para o Hospital Estadual Azevedo Lima, no Colubandê. Lá, receberam socorros e foram liberados.

A investigação está sendo conduzida pela 74ª DP (Alcântara).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × três =