Bancários protestam contra demissões em Niterói

Augusto Aguiar

O Sindicato dos Bancários de Niterói e região paralisou, na quinta-feira (15), as atividades da agência do banco Bradesco, situada no prédio onde funciona a diretoria regional da instituição, no corredor financeiro da Avenida Amaral Peixoto, no Centro. O motivo foi um protesto contras as demissões de bancários ocorridas na região.

De acordo com sindicato, o banco está descumprindo o acordo feito com o movimento sindical de não demitir funcionários, no período de pandemia do novo coronavírus. Também, segundo o órgão, nos últimos dias, o Bradesco realizou demissões, mas o Itaú e Santander também contabilizam dispensas de funcionários. “Mesmo na pandemia, os bancos lucraram alto, o que não justifica as demissões. O ato de hoje (ontem), faz parte do Dia Nacional de Lutas contra as demissões que, além de paralisações e manifestações, levanta nas redes socias a hashtag #QuemLucraNãoDemite. As atividades acontecem em todo país”, afirmou o sindicato através de sua assessoria.

A Confederação Nacional dos Trabalhadores no Ramo Financeiro (Contraf), informou que uma live stava presvista para ser realizada ontem, no “Madruga Bancário”. O tema foi o Dia Nacional de Luta Contra as Demissões nos Bancos, lembrado com o ato de ontem, em Niterói, por exemplo. Madruga Bancário é um perfil no Instagram com 55 mil seguidores, que já chamava a atenção por brincar com o cotidiano dos bancários no ambiente de trabalho. Entre os temas abordados estão as metas altíssimas, situações hilárias com clientes e até mesmo na virada do mês quando sai o Vale Refeição. Agora, as demissões entraram no foco do Madruga.

O Dia Nacional de Luta Contra as Demissões dos Bancos é uma denúncia sobre a quebra de compromisso das instituições de não demitir durante a pandemia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 2 =