Balão causa incêndio em área de restinga em Camboinhas

Pedro Conforte –

Apesar da chuva que atingiu alguns locais de Niterói, a fumaça ainda podia ser vista, nesta terça-feira (28), no local onde caiu um balão, na área da Restinga de Camboinhas, na Região Oceânica de Niterói. Bombeiros controlaram as chamas, mas por conta da vegetação seca, pequenos focos ainda podiam ser vistos. Este é o segundo incêndio na área verde do bairro em menos de um mês. No início de março, bombeiros também tiveram que agir para controlar chamas próximas a praia de Camboinhas.

De acordo com testemunhas, o incêndio atingiu a área da Restinga de Camboinhas, na Avenida Professor Florestan Fernandes, na noite da última segunda-feira (27). Bombeiros do quartel de Itaipu, com apoio do 3° GBM, passaram horas tentando conter o avanço das chamas.

Segundo a lei ambiental, fabricar, vender, transportar ou soltar balões que possam provocar incêndios nas florestas e demais formas de vegetação, em áreas urbanas ou qualquer tipo de assentamento humano é crime. O responsável pode ser preso até três anos e pagar multa.

No último dia 2, um incêndio consumiu uma região de mata no Jacaré, na Região Oceânica, que rapidamente se espalhou pela vegetação. Na mesma época, um outro incêndio atingiu a restinga, na parte direita da praia de Camboinhas, deixando a área bastante devastada. De acordo com informações da Prefeitura de Niterói, a maioria dos incêndios em vegetação é causada por pessoas, seja por ação criminosa ou acidental.

Linha Verde
Caso a população tenha alguma denúncia em relação a balão ou qualquer crime ambiental, existe o canal da Linha Verde, pelos telefones 0300 253 1177 (interior, custo de ligação local) ou 2253 1177 (capital), sendo que o anonimato é garantido ao denunciante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 + dezoito =