Baixa procura no Dia D da campanha de vacinação de combate à febre amarela

Após o Dia D da campanha de vacinação de combate à febre amarela, realizado no último sábado, os postos de saúde de Niterói e São Gonçalo amanheceram com pouco movimento. Apesar da população estar mais calma quando o assunto é a febre amarela, a imunização continua nos postos dos municípios até o dia 09 de fevereiro, quando a vacinação estará intensificada. Após esse período a dose da vacina continuará disponível ao longo do ano no calendário de vacinação. No sábado, 27, 7.500 pessoas tomaram a dose fracionada em Niterói, em São Gonçalo foram 14 mil doses aplicadas e em todo Estado do Rio de Janeiro cerca de 500 mil pessoas receberam a vacina.

Por determinação do Ministério da Saúde, durante o período de campanha, as doses aplicadas serão fracionadas. Os viajantes, crianças de nove meses a dois anos, gestantes e pessoas com condições clínicas especiais receberam doses integrais. “Apenas esse ano já vacinamos 50 mil pessoas, no ano passado foram 193 mil, é um número muito bom e continuamos empenhados na prevenção da febre amarela”, concluiu Maria Célia, secretária municipal de Saúde.

A Prefeitura de Niterói informou que até o início da tarde 7.500 pessoas receberam a dose nos 49 pontos, com apoio de 700 profissionais para a ação. Após esse período, a vacina continua sendo oferecida das unidades.

Maria Célia, secretária municipal de Saúde, considerou o movimento bom e aproveitou para alertar a população que ainda não recebeu a imunização. “Embora o município de Niterói não tenha caso confirmado de febre amarela, é importante a população se vacinar. A vacina continua disponível nas 49 unidades de saúde, de segunda a sexta-feira, das 08h às 17h”, disse.

Em São Gonçalo foram 14 mil pessoas que contaram com 50 pontos de vacinação. Até a última sexta-feira, 120 mil pessoas haviam sido vacinadas na cidade, o equivalente a 30% da população, segundo nota.

“As equipes das Unidades de Saúde estão se empenhando, trabalhando dobrado para dar conta da demanda diária, porque os demais atendimentos não param. A meta é realizar 10 mil Imunizações diariamente, alcançarmos a totalidade do público alvo vacinado”, explicou o prefeito José Luiz Nanci.

CASOS DA DOENÇA
A Subsecretaria de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro atualizou os casos de 2018 da doença e já foram registrados 26 casos de febre amarela silvestre em humanos, sendo oito óbitos. De acordo com o último informe epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES) do Rio de Janeiro, as oito mortes foram registradas em Teresópolis (duas), Valença (quatro), Nova Friburgo (uma) e Miguel Pereira (uma). Além dos óbitos houve registros da doença em Teresópolis (dois) e Valença (nove). Os outros municípios com anotação de casos da doença foram Petrópolis, Duas Barras, Vassouras e Sumidouro. Em macacos apenas Niterói teve confirmação de febre amarela em animais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 − 2 =