Baixa adesão dos alunos no retorno presencial do 1º ano do Ensino Médio

Raquel Morais

Desde terça-feira (03) as escolas particulares de Niterói tiveram a autorização da Prefeitura para retornarem com as aulas presenciais das turmas do 1º ano do Ensino Médio. Apesar da permissão, o movimento nas instituições de ensino não foi grande e o Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino no Estado do Rio de Janeiro (Sinepe-RJ) não divulgou um levantamento das unidades escolares que retornaram essas atividades. Mas alguns dos principais colégios da cidade prometeram o retorno dessa série para amanhã, dia 5. Antes desse anúncio, apenas alunos do 3º ano do Ensino Médio, da rede pública e particular, tinham a opção de aulas presenciais, por causa da proximidade do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

A Secretaria Municipal de Saúde de Niterói informou que a permissão é para as instituições de ensino que assinaram o termo de adesão aos protocolos sanitários e foram vistoriadas pela vigilância sanitária. O retorno das atividades é facultativo e as aulas serão em regime híbrido (presencial e remoto), com uma carga horária presencial reduzida inicialmente a três horas diárias.

No Colégio Marília Mattoso, em São Domingos, o retorno das aulas ontem foi de baixa adesão. Já o Colégio La Salle Abel, em Icaraí, não teve alunos no primeiro dia da permissão de funcionamento. No Gay Lussac, em São Francisco, os alunos poderão voltar para as aulas presenciais amanhã. De acordo com o colégio o retorno é opcional, e a escola continuará com as aulas on-line. A escola está seguindo o Plano de Retorno estabelecido pelos órgãos oficiais, com todas as medidas de segurança e controle, incluindo a testagem de professores e funcionários para a Covid-19. Assim, pelos termos do acordo de retorno, definidos pelo Ministério Público do Rio de Janeiro, os alunos poderão ter até 3 horas de aulas por dia e, com isso, determinamos que ambos os grupos, A e B, virão à escola todos os dias, separados por um intervalo de 30 minutos.

Para o funcionamento das escolas alguns protocolos devem ser seguidos como distanciamento entre as carteiras dos alunos de pelo menos um metro e meio. Além disso é obrigatório o uso das máscaras e a troca a cada duas horas, a aferição da temperatura corporal e uso de tapetes sanitizantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 − três =