‘Baile de Rabicó’ é cancelado no Salgueiro

‘Água no chopp’ de Rabicó em São Gonçalo. O baile funk que estava programado para acontecer na próxima sexta-feira (18), foi cancelado. A informação já circula em perfis ligados ao traficante, nas redes sociais. Na terça-feira (15), Antônio Ilário Ferreira completou 57 anos e seu bando anunciou uma série de “comemorações”, que se estenderiam até o sábado (19).

Sem dar maiores detalhes sobre os motivos que levaram ao cancelamento, as contas ligadas a Rabicó limitam-se a afirmam que o baile não irá mais acontecer. Apenas alegam motivos de “segurança” e prometem, em breve, divulgar novas informações. “Para a segurança de vocês, o evento de sexta-feira está temporariamente cancelado. Breve novas notícias, fiquem atentos”, diz o comunicado.

A “festa” em comemoração do aniversário de Rabicó, movimentou comunidades do Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo, desde terça-feira (15). O criminoso, considerado uma das lideranças da criminalidade de maior periculosidade no país, recebeu de “presente” uma queima de fogos que se assemelhava à de festas de Réveillon.Tudo foi filmado e divulgado nas redes sociais por criminosos aliados de Rabicó.

Cabe ressaltar que ele é o principal líder da facção Comando Vermelho (CV) na cidade de São Gonçalo. Desde o início da semana, foi anunciada uma grande comemoração para o aniversário do traficante, o que, além de representar uma espécie de “desafio” às forças de segurança, ignora quaisquer medidas de prevenção á covid-19.

Segundo relatos coletados pela reportagem de A TRIBUNA, por meio das redes sociais, a “comemoração” teria realização de bailes funk até o próximo sábado. Na terça, um bolo e um balão, personalizados com a sigla “G8” foram confeccionados para a festa. A letra e o número fazem referência à quantidade de comunidades controladas por Rabicó e seus comparsas. Cabe ressaltar que a realização de quaisquer eventos que provoquem aglomeração de pessoas estão proibidos na cidade.

Procurada, a Prefeitura de São Gonçalo informou que ”nenhum evento na referida comunidade tem autorização para ser realizado. Por se tratar de área de risco, as demandas referentes às denúncias sobre aglomerações ficam a cargo da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro”. A reportagem também questionou à PM se houve acionamento para a “festa” do tráfico. Entretanto, a corporação limitou-se a reiterar nota enviada, anteriormente, à reportagem.

“A Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar informa que policiais militares do 7ºBPM ( São Gonçalo) atuam diuturnamente no patrulhamento ostensivo nos noventa e um bairros que compõem o município. Deste modo, a partir de denúncias chegadas por meio do nosso canal 190, as equipes verificam e coibem ações de natureza criminosa. Cabe ressaltar que a Polícia Militar tem por missão a preservação da ordem pública tentando evitar que delitos aconteçam bem como efetuando prisões em flagrante. As equipes que atuam na região seguem atentas a possíveis movimentações voltadas ao evento de comemoração”, diz a PM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × um =