Baia do Horto do Fonseca está interditada há três meses

Marcelo Almeida

Uma chuva forte que caiu em dezembro do ano passado sobre a cidade de Niterói ainda causa dor de cabeça aos moradores do bairro do Fonseca, na Zona Norte da cidade. Isso porque, na ocasião, a força da água foi tão forte que danificou parte da calçada da Baia do Horto do Fonseca, no Corredor Viário da Alameda São Boaventura, causando sua interdição. Hoje, cerca de três depois do incidente, a baia permanece interditada.

Segundo os moradores, uma parte calçada se desprendeu e prejudicou a segurança dos pedestres e a inutilizou para o uso dos coletivos. Na entrada da parada dos ônibus há dois cavaletes de madeira para impedir que os veículos adentrem ao local. Com isso, os coletivos municipais e intermunicipais, que saem de outras cidades em direção à Niterói, não podem deixar ou buscar passageiros.

Moradores da região reclamam do fato de que há cerca de três meses estão tendo que se deslocar até outras baias, como a do Bairro Chic ou da Riodades, para conseguirem tomar o transporte público.

“Será que teremos que levar um bolo de aniversário para comemorar o aniversário da interdição? Até quando os moradores do Fonseca terão de andar a pé até baias longínquas para pegar seus ônibus? Os mais idosos, com dificuldades de locomoção, precisam muito daquela baia”, reclamou uma moradora em uma postagem nas redes sociais.

No mês de janeiro, a prefeitura iniciou a elaboração de um laudo de diagnóstico da situação do local. Foram colocadas faixas de interdição, um contêiner e banheiros químicos para a realização de obras. Contudo, não há mais nenhuma movimentação de obras e os moradores são obrigados a se deslocar para tomar o ônibus.

Além do desgaste aos moradores, quem passa pela Alameda São Boaventura nos ônibus também sofre com a interdição prolongada, uma vez que os coletivos que usam a baia interditada estão sendo obrigados a entrar na baia anterior e posterior. Isso acaba aumentando o fluxo de veículos nessas baias e piora a questão do trânsito para quem vem da Zona Norte e São Gonçalo em direção ao centro de Niterói e vai ao Rio de Janeiro.

Até o fechamento desta edição a prefeitura de Niterói não havia informado quais medidas serão adotadas para que a baia do Horto do Fonseca possa voltar a funcionar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze + dezoito =