Baía de Guanabara terá mutirão de limpeza amanhã

Amanhã a ONG alemã ‘One Earth One Ocean’ (OEOO Rio) vai realizar um mutirão de limpeza da Baía de Guanabara. A ação, batizada de Guaná-Pará (seio-mar, em tupi), está marcada para começar às 6h e a ideia é retirar mais de 20 toneladas de resíduos da Baía e das praias ao seu entorno. A medida ambiental contará com ação de voluntários que poderá ajudar o projeto que acontecerá em Itaboraí e Magé; além da Ilha do Governador (Zumbi, Bancários, Tubiacanga, e praias da Bica, Cocotá e da Onça), e Ramos.

Estão confirmados 160 pescadores artesanais para retirarem os dejetos do mar e mais os voluntários que vão poder atuar em terra, nas areias das praias, com apoio de outras instituições. De acordo com a ONG todos os resíduos recolhidos serão separados e destinados de acordo com as especificidades de cada material. Haverá reciclagem, coprocessamento, e destinação adequada, como unidade de tratamento de resíduos perigosos.

“Estimativas apontam que cerca de 90 toneladas de resíduos são despejadas por dia nas águas da Baía de Guanabara. É urgente readaptar a estrutura de coleta de resíduos às necessidades da população e aumentar a conscientização da população do entorno e das empresas que ali atuam. Com esta ação, queremos mostrar que juntos podemos transformar esta realidade. Se podemos tirar 20 toneladas de lixo manualmente, imaginem o quanto ainda não está na Baía?”, contou Laura Kita Kejuo, diretora da OEOO no Brasil.

Mesmo sendo em ar livre a ação vai contar com os protocolos de segurança para evitar o contágio pela Covid-19. Então todo mundo deverá recolher os materiais usando máscaras e em duplas, para evitar aglomeração. Até os pescadores vão atuar em pares. “Ações individuais são importantes, mas só o coletivo faz a diferença. Coletivo une e pressiona. Essa ação é importante para a história da Baía de Guanabara, pois une projetos de diferentes frentes e beneficia a todos os moradores e moradoras da cidade do Rio”, afirmou Thaiane Maciel, fundadora do movimento Limpar o Mundo, ONG parceira do movimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × cinco =