Bagueira volta à Câmara e espera convocação da Alerj para ser deputado

Anderson Carvalho –

Com o retorno de Rodrigo Neves à Prefeitura de Niterói, após ser solto ontem, o presidente da Câmara Municipal, Paulo Bagueira (SD), que respondeu pela Chefia do Executivo interinamente no período em que o titular esteve preso – desde 10 de dezembro passado – vai voltar ao Poder Legislativo. Porém, por pouco tempo, já que no próximo dia 1º de abril poderá ser convocado pela Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) para assumir mandato de deputado estadual, na cadeira de Anderson Alexandre (SD), que está preso desde novembro passado, acusado de receber uma doação de R$ 150 mil para a campanha de reeleição em 2016, em troca de favorecimento em contratos futuros com a Prefeitura de Silva Jardim.

Em 9 de fevereiro, o Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) manteve a prisão do Anderson Alexandre, por cinco votos a um. Se ele não for liberado e tomar posse na Alerj até o dia 1º de abril, terá o mandato cassado e será substituído pelo suplente, conforme o regimento interno do legislativo fluminense. O primeiro suplente do partido é Coronel Jairo, que foi preso em 8 de novembro passado, pela Operação Furna da Onça, vinculada à Operação Lava Jato, que prendeu dez parlamentares acusados de envolvimento em esquema de corrupção liderado pelo ex-governador Sérgio Cabral Filho. Se Jairo não sair até o dia 1º abril, também perderá a cadeira na Alerj.

A vaga caberia então ao segundo suplente, Paulo Bagueira. Segundo a sua assessoria, quando ele for convocado pela Alerj, vai decidir se assume a cadeira ou continua na Câmara Municipal, cujo mandato se encerra em 31 de dezembro de 2020. Procurado, ele não se manifestou até o fechamento desta edição. Também não se manifestou sobre a saída da prisão de Rodrigo Neves.

Também procurada, a prefeitura informou que tão logo Rodrigo Neves reassuma, decidirá sobre se o ex-deputado estadual Comte Bittencourt (PPS), recém-nomeado secretário municipal de Governo, no lugar de Bira Marques, será empossado no cargo ou exonerado. Assim como o destino da ex-chefe de gabinete Bárbara Siqueira, substituída no último dia 20 de fevereiro no posto por Rúbia Secondino, que era secretária da Mesa Diretora da Câmara, durante a interinidade de Bagueira. Na mesma ocasião, Bárbara foi nomeada subsecretária na Secretaria-Executiva. Na Administração Regional do Rio do Ouro, também houve mudanças. Carlos Roberto Gomes Santos, que até então ocupava o cargo de chefe de Divisão, foi exonerado e, para seu lugar, Roberto Gomes Santos foi nomeado. Carlos Roberto foi nomeado assessor da Secretaria Municipal de Governo, no lugar antes ocupado por Eduardo Nunes Correa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *