Bacalhau está mais barato, mas encalhado nas prateleiras

Aline Balbino

Ele é salgado, muito bem salgado. Mas, este ano está com um sabor mais agradável. O bacalhau, queridinho da Ceia de Natal, está 10% mais caro em 2016. Com tantos produtos típicos da época natalina, nada melhor que descontos. Outros itens como nozes, castanhas, azeitonas também apresentaram retração de preço. Consumidores e comerciantes do bacalhau informaram que, este ano, o produto está R$ 10 mais barato.

Mas, mesmo assim, as gôndolas ainda estão abarrotadas de peixes. Comerciantes esperam que as vendas comecem a melhorar somente a partir do dia 20, quando os clientes deverão receber o 13° salário. Segundo Marcelo Menezes, gerente da Peixaria Soberana, no Centro de Niterói, os preços estão mais baratos, mas está difícil atrair consumidores.

“O grande problema é que as pessoas ainda não receberam o 13º salário. Estamos com o preço de R$ 29,89. Está R$ 10 mais barato que no ano passado. Mas ainda estamos um pouco desanimados com as vendas. Espero que lá para o dia 20 as coisas comecem a melhorar”, disse.

Os preços em peixarias e supermercados não estão muito diferentes. No Supermercado Extra, o bacalhau Imperial está custando R$ 39,90 o quilo, já o saithe está saindo a R$ 29,90. No Guanabara, o preço está mais salgado. O bacalhau do Porto está saindo por R$ 44,90 e o saithe por R$ 32,98.

Segundo a Associação Brasileira dos Importadores e Exportadores de Bebidas e Alimentos (ABBA), a queda foi motivada pelo dólar, que recuou 11,79% nos últimos 12 meses.

“Esse ano está barato mesmo. Espero que o preço continue o mesmo até pouco antes do Natal. Não abro mão da salada de bacalhau. É importante ter na mesa no Natal”, disse a dona de casa Ana Maria Mendes, de 48 anos.

Para o vice-presidente da CDL Niterói, Luiz Vieira, as vendas deverão melhorar nos próximos dias. “As vendas estão abaixo da expectativa. Hoje, espera-se que com o pagamento da segunda parcela do 13º salário haja uma recuperação com uma previsão de aumento de 3% em relação ao ano passada”.

Para quem não puder comprar bacalhau por causa do preço, pode comprar peru, que está custando entre R$ 15 e R$ 16. Há também o tender, que é uma opção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 − 2 =