Aumento da energia para março já preocupa niteroiense

Raquel Morais

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu a favor das indenizações para empresas transmissoras de energia, cujos valores chegam a R$ 62,2 bilhões. O repasse será cobrado nas contas de luz até 2015 e tem niteroiense que já está reclamando do reajuste. O impacto já foi confirmado e representa aumento de 4,53%, somado ainda com o reajuste tarifário anual da distribuidora Enel (antiga Ampla), programado para 15 de março.

A Aneel apontou que o reajuste tarifário é composto por vários fatores, como compra de energia e custo de transmissão, por exemplo. “Não quero saber os motivos do aumento, estou cansado de pagar conta dos outros e na verdade o brasileiro em geral sempre está pagando a mais pelo erro dos outros. Nunca conseguimos ter uma vantagem ou uma notícia boa de um desconto em alguma coisa”, desabafou o aposentado Marcus Silva, 70 anos, morador do Centro de Niterói.

O autônomo Alex Rodrigues, de 22 anos, também não ficou feliz com a notícia. O jovem afirmou pagar em média R$ 150 por mês na conta de luz e, somente com o aumento da Aneel de 4,53%, o valor já saltaria para R$ 156,79. “Não são apenas seis reais, pois esse não é um aumento isolado. Tudo costuma aumentar no início do ano, sem contar com taxas como IPVA e matrícula em escolas”, contabilizou. “A bandeira para fevereiro permanece verde, mas não sabemos como ficará essa tarifa no mês que vem”, completou.

Segundo Aneel, com a bandeira verde não há alteração no valor, a bandeira amarela reflete um acréscimo de R$ 0,015 para cada kWh consumido; a bandeira vermelha (patamar 1) terá acréscimo de R$ 0,030 para cada kWh consumido e o patamar 2, o adicional será de R$ 0,045 para cada quilowatt-hora kWh. A Aneel confirmou, em nota, que o impacto de 4,53% (correspondente aos R$ 62,2 bilhões) é apenas um dos itens que entrará dentro do reajuste e é preciso esperar a deliberação da diretoria em março para saber o real impacto, pois ainda é uma proposta.

DICAS
Os banhos com chuveiro elétrico devem ser mais curtos (de até cinco minutos), não deixar portas e janelas abertas em ambientes com ar-condicionado e colocar cortinas nas janelas que recebem sol direto, só deixar a porta da geladeira aberta o tempo que for necessário e nunca colocar alimentos quentes dentro da geladeira. No quesito iluminação, a agência também dá dicas como utilizar iluminação natural ou lâmpadas econômicas e apagar a luz ao sair de um cômodo e pintar o ambiente com cores claras, por exemplo.

One thought on “Aumento da energia para março já preocupa niteroiense

  • 3 de março de 2017 em 11:02
    Permalink

    Absurdo termos a terceira maior tarifa de energia eletrica do Mundo ! Não tem essa conversa de “usar racionalmente”. No Verão, se voce usa “racionalmente” um ou dois aparelhos de ar condicionado, pode ter conta, fatura, chegando a 500 ou 600 reais . Uma maluquice total, que incentiva o “gato” e os Presidentes da Republica nada fazem, sejam de direita ou de esquerda. Isso arrasa com o País, pois tem industria se instalando na Argentina e Paraguai, onde a energia eletrica é baratissima. Uma das maiores industrias de batata frita congelada, preferiu a Argentina como polo industrial sulamericano, justamente devido ao custo da energia eletrica.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze − quatro =