Aumenta a venda de bicicletas elétricas em Niterói

A nível nacional, a Associação Brasileira do Setor de Bicicletas (Aliança Bike), mostra que as vendas de bicicletas elétricas no país tiveram recorde em 2021. De janeiro a outubro, foram vendidas 35.722 unidades e, em todo o ano de 2020, foram comercializadas 32.110 bikes elétricas. A montagem desses modais também tem crescimento quando o assunto é exportação. Em Niterói, não é diferente, e comerciantes do setor confirmam o aumento nessas vendas.

O empresário Cláudio Santos, da Bike Amazonas, disse que teve um aumento de 30% nas vendas de bikes elétricas no ano de 2021, em comparação ao ano de 2020. Santos explicou que uma pessoa faz 100 km com cerca de R$ 5 de energia elétrica, enquanto um veículo faz 10 km com um litro de gasolina, que está em média R$ 7. “Esse ano, as vendas ainda não começaram e a variante prejudicou um pouco. Mas ano passado foi muito expressiva a comercialização desse item. A pandemia ajudou um pouco o setor por ser um meio de transporte que dá para manter o distanciamento social. A gasolina está muito cara e o trânsito está caótico. Então a bike elétrica é muito vantajosa”, contou o também presidente da Associação dos Ciclistas do Estado do Rio de Janeiro (Acerj).

O vendedor Alex Pereira, da LEV da Tavares de Macedo, em Icaraí, também confirmou a alta nas vendas de 30%. O índice foi calculado no comparativo de janeiro e de dezembro de 2021. “Aumentou muito a venda de bicicleta elétrica em Niterói e retrato disso foi a própria abertura da loja no ano passado. O custo diário de uma bicicleta é menos de R$ 0,02 por km e ainda tem o meio ambiente, que é beneficiado com a não emissão de gases poluentes”, finalizou.

Ciclistas usam bikes para trabalhar e para lazer na cidade.

O horário de funcionamento do Bicicletário Arariboia, ao lado das barcas, voltou ao horário normal de antes do início da pandemia da Covid-19. Desde quinta-feira (20), o espaço está funcionando das 6h às 23h (de segunda à sexta feira), e aos sábados das 7h às 18h. No domingo, o grande estacionamento de bicicletas não funciona, e a alteração do horário aconteceu pela alta demanda e pela grade de viagens dasbarcas.

A Coordenadoria Niterói de Bicicleta divulgou uma nota dizendo que a medida foi em resposta aos muitos pedidos de solicitação de ampliação do horário, anunciando, ainda, que os cadastros também estão abertos. As inscrições podem ser realizadas no horário de funcionamento normal. Para o registro, basta levar carteira de identidade, CPF e a bike.

Bicicletário teve horário expandido para fechamento às 23h.

De acordo com funcionários do bicicletário, a uma hora a mais no funcionamento acompanha a grade de horários do transporte aquaviário. Em dias úteis, as últimas viagens saem da Praça XV para a estação Arariboia às 22h30min, 23h e 23h30min.

O bicicletário foi projetado para armazenar até 446 bicicletas e gratuitamente, 136 horizontais e 288 verticais. Os usuários são cadastrados e precisam levar cadeados e correntes próprios para guardar as bikes. Além de vagas para as bikes, também tem recepção, bebedouro, área de descanso, área para manutenção básica e bombas de ar. A obra faz parte do programa ‘Niterói de Bicicleta’, com área de 478 m² e investimento de R$ 852.598,79.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.