Audiência Pública discute estadualização do Colégio Paulo Freire

No decorrer da semana, a Câmara Municipal de Búzios realizou uma audiência pública com participação da Secretaria de Educação de Búzios, do Presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de janeiro (Alerj), da Sociedade Civil Organizada (Sepe), do Ministério Público, de professores e pais de alunos para debaterem o processo de estadualização do Colégio Paulo Freire.

No debate, representantes do SEPELagos, professores, pais de alunos e alunos defenderam a permanência do Colégio Paulo Freire no Munícipio. Entre as demandas apresentadas para a Promotora de Justiça, Isabel Kallman, foram destacados assuntos como: a média de aprendizagem no ensino do colégio no ENEM, importância da instituição na sociedade, falta de vagas no ensino médio do município, além das condições financeiras do município em manter o Colégio.

A Promotora Isabel Kallman, destacou que a obrigação do ensino médio é competência do estado, e o município o ensino fundamental. O prefeito Alexandre Martins e os vereadores presentes defenderam a permanência do Colégio no município.

“Esse encontro ressalta a nossa luta para que o Paulo Freire continue sob alçada municipal. A Prefeitura de Búzios tem interesse em garantir que a juventude buziana tenha acesso à educação de qualidade que todos estejam em sala de aula e livres de violência nas ruas”, declarou Alexandre.

O presidente da Comissão de Educação da Alerj participou da audiência e contribuiu para o debate do tema. A proposta será discutida em outro encontro entre o Executivo, Legislativo, Promotoria e Secretaria de Educação do Estado.

A Prefeitura de Búzios tem interesse em garantir que a juventude da cidade tenha acesso à educação de qualidade que todos estejam em sala de aula e livres da violência nas ruas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × quatro =