Atrasos no pagamento de rodoviários podem parar ônibus da UFF

O Sindicato dos Rodoviários de Niterói a Arraial do Cabo (Sintronac) enviou, nesta segunda-feira (25), um alerta para a Reitoria da Universidade Federal Fluminense (UFF) e para a empresa Luso Brasileira sobre os constantes atrasos no pagamento dos 75 rodoviários, que prestam serviços para a instituição de ensino. Se a prática prosseguir, haverá paralisação no serviço de transporte da UFF, o BusUFF, prejudicando cerca de 51,4 mil alunos e 7,6 mil servidores, entre docentes e pessoal administrativo, possíveis usuários do sistema de transporte.

Desde o ano passado, a empresa, que é terceirizada, não tem cumprido o prazo legal para depositar a remuneração dos motoristas de ônibus, que é até o quinto dia útil de cada mês. A empresa alega que a universidade não tem feito o repasse de verbas para o serviço do BusUFF. Diretores do Sintronac, em vistoria realizada na manhã desta segunda-feira no Setor de Transportes da universidade, também constataram que a Luso Brasileira não está pagando as diárias de viagens e as horas extras integrais dos motoristas. O serviço de ônibus da UFF atende a estudantes e servidores em todo o Rio de Janeiro e ainda outros estados.

“Embora a Luso Brasileira afirme que a UFF não está repassando a verba para o transporte no prazo correto, os rodoviários não podem ficar sem pagamento. Este mês, por exemplo (março), o pagamento só saiu dia 21, após muita pressão do sindicato. Portanto, como o trabalhador não pode ficar sem seu direito básico, que é a remuneração, faremos uma paralisação, já no próximo mês, até que a situação seja resolvida”, afirma o presidente do Sintronac, Rubens dos Santos Oliveira.

O Sintronac faz vistorias semanais em garagens, pontos finais de ônibus e escritórios de empresas de transportes, para impedir qualquer irregularidade trabalhista, que esteja sendo praticada contra os rodoviários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis − um =