Atraso no alvará de soltura retarda liberdade de Rodrigo Neves

Um atraso na chegada do alvará de soltura está retardando a saída do prefeito Rodrigo Neves do presídio de Bangu 8. A informação foi dada por um dos advogados que acompanha a família. A primeira-dama de Niterói, Fernanda Sixel, está desde cedo no local, acompanhada pela sogra, Maria Luiza Neves e pelo advogado Luciano Alvarenga. O motivo para o atraso foi uma queda de energia que ‘derrubou’ o sistema de informática da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap).

Segundo Alvarenga, que vem prestando assistência jurídica à família de Rodrigo desde a prisão, em 10 de dezembro, o prefeito será libertado assim que forem cumpridos os trâmites do alvará de soltura. Ainda de acordo com o advogado, o mais provável é que Rodrigo deixe o presídio e vá direto para sua casa, em Santa Rosa.

Quem também chegou há pouco foi o presidente do PT de Niterói, Anderson Pipico, que também aguarda a saída de Rodrigo Neves. Ele comentou a decisão da Justiça.

“Uma decisão de seis a um acho que demonstra o que a gente vem percebendo ao longo que não apareceu nenhum tipo de prova concreta que pudesse justificar uma prisão dessa arbitrária. Agora é só comemorar e dar aquele abraço que está reprimido e tentar fazer com que as coisas voltem ao curso natural”, comentou Pipico.

EM APURAÇÃO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *