Ataques de facções criminosas voltam a assustar a Zona Norte

Augusto Aguiar

Moradores da Zona Norte de Niterói voltaram a se queixar que traficantes de facções criminosas rivais estariam mais uma vez se enfrentando em comunidades da região, e a paz e o sossego nas comunidades passou a correr riscos, como no período entre o fim do ano passado e os primeiros meses desse ano. No último fim de semana, por exemplo, duas ocorrências de confrontos entre criminosos rivais foram relatadas por moradores e os tiros acabaram com a aparente e pouca tranquilidade que ainda restava.

De acordo com informes policiais, na madrugada de domingo (2) criminosos fortemente armados invadiram a comunidade do Santo Cristo, no Fonseca. Houve confronto e pânico. O comandante do 12º BPM, coronel Fernando Salema, informou na manhã de ontem que quando policiais militares vasculharam o local teriam encontrado dois corpos. Ainda na manhã de domingo mais informações foram postadas, dando conta que os criminosos ligados ao Comando Vermelho (CV) teriam invadido a localidade efetuando disparos a esmo na madrugada. Salema afirmou que quatro pessoas teriam ficado feridas. O tráfico na comunidade seria controlado pela facção rival TCP. Também, em meio à confusão, uma adolescente de 15 anos teria sido agredida pelos criminosos e buscado abrigo, sendo necessária intervenção da PM, que vasculhou o local inclusive com reforço de um veículo blindado. A jovem foi medicada no Hospital Estadual Azevedo Lima (Heal) e não registrou queixa. O medo de possíveis represálias pode justificar esse comportamento.

A resposta policial veio horas depois, na tarde de domingo, ainda com a comunidade do Santo Cristo sob tensão. Ao intervir na violenta disputa de facções rivais, dois menores infratores (de 16 e 17 anos) foram autuados, assim como apreendidos um fuzil de fabricação russa, modelo AK-47, um carregador para fuzil calibre 7.62, dois sacos contendo um quilo de maconha cada, 115 tabletes de maconha e um rádio transmissor. Fontes policiais adiantaram que, a exemplo do início desse ano, traficantes da Vila Ipiranga, onde o controle da venda de drogas pertence ao CV, estariam promovendo mais uma vez as invasões a territórios explorados pela facção rival (TCP), como as comunidades Coronel Leôncio e Santo Cristo e assim tentarem (mais uma vez) unificar o controle do tráfico em parte da Zona Norte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 + 6 =