Ataque de Bolsonaro gera defesa dos ministros do STF

Após ataques de Bolsonaro ao ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre Moraes, autoridades da Justiça reagiram e saíram em defesa do magistrado, que foi acusado pelo presidente da República de ter motivações “políticas” ao anular a nomeação de Alexandre Ramagem para o comando da Polícia Federal.

Barroso disse que Moraes sempre trabalhou “com competência e integridade”. “O Ministro Alexandre de Moraes chegou ao Supremo Tribunal Federal após sólida carreira acadêmica e de haver ocupado cargos públicos relevantes, sempre com competência e integridade. No Supremo, sua atuação tem se marcado pelo conhecimento técnico e pela independência. Sentimo-nos honrados em tê-lo aqui”, disse em nota à imprensa.

Luís Roberto Barroso e Gilmar Mendes fizeram declarações pública. Em sua conta no Twitter, Gilmar disse que as decisões podem ser criticadas e recorridas, mas que não serão aceitas “a censura personalista aos membros do Judiciário”. Afirmou também que a Constituição “define a harmonia entre poderes”.

Em apuração…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 − um =