Associação realiza encontro de administradores de Whatsapp

Wellington Serrano –

A Associação Viver Bem organizou, na noite desta quarta-feira (18), o II Encontro de Administradores de WhatsApp. O encontro, que aconteceu no Clube Naval, em Charitas, abordou temas relacionados à segurança e reuniu administradores virtuais, comandantes de Companhias e delegados de Polícia Civil.

O responsável pela Viver Bem, Felipe Reis, explicou a coordenação do Sistema Olhar Digital, Sistema de Inteligência Viver Bem e a Integração Pública + Privada.“Reunimos 50 administradores do nosso grupo. Eles simbolizam cerca de 100 mil pessoas. São 50 grupos em todos os bairros de Niterói”, disse.

Segundo ele, a intenção é criar duas pessoas fortes dentro do grupo para vigiar cada local. “Conseguimos reunir as lideranças de Camboinhas, Várzea das Moças, Serra Grande, Icaraí, Barreto e vamos fazer o primeiro trabalho deste grupo que consiste em reunir eles com as seis companhias com um capitão responsável”, afirmou.

A ideia é integrar o bairro, a companhia e a delegacia. “Desta integração teremos uma ajuda a mais para a polícia militar. Os administradores conhecem a realidade do local, moradores e nós da Viver Bem vamos entrar com a solução técnica”, realçou.

TECNOLOGIA
Segundo o empresário, além das câmeras e redes, a associação montará sistema via nuvem na internet. “Vamos lançar um software que é um aplicativo guardião onde o próprio usuário vendo as imagens através das câmeras pode disparar um alerta direto no batalhão”, revelou.
Felipe espera que cada pessoa monitore cada dia mais a sua região e deu um exemplo. “Em uma determinada associação, como a do Jardim Icaraí, que botou as câmeras na região, só os moradores com registo e login individual terão acesso as imagens fun time que estão à disposição”, revelou ele.

O comandante do 12º BPM, coronel Márcio Rocha, ao destacar o momento de dificuldades financeiras do estado, disse que a integração com a sociedade civil organizada é a melhor maneira de prover a segurança das pessoas. “Temos que buscar soluções conjuntas para que possamos alcançar melhores resultados”, ressaltou.

O comandante, que diz ainda estar se acostumando ao mundo digital, disse que a tecnologia nessa hora é bem-vinda. “Estamos dentro da lógica de que a sociedade civil participa das soluções que ela necessita para a segurança pública e nós certamente podemos fazer juntos e melhor”, concluiu o comandante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × três =