Árvores de Niterói colorem chão de Niterói com suas folhas e flores

De sombra larga e coloração avermelhada as tradicionais amendoeiras de Niterói estão ganhando novas formas e perdendo suas grandes e acetinadas folhas. Andar por algumas ruas de Niterói requer mais atenção, já que essas folhas são escorregadias e formam verdadeiros tapetes nas calçadas. Outras árvores, como os tradicionais ipês, também colorem a cidade e por vezes chamam atenção pela quantidade de flores que caem.

O especialista em plantas Jorge Carvalho, explicou que as árvores que estão soltando suas folhas nesse período estão em busca de sobrevivência. Quando não chove ela se sente ameaçada e dispara suas folhas para diminuir a perda de água, que é feita pelas folhas no processo natural entre absorver e expelir água.

“Esse processo está diretamente ligado ao clima, com a falta de chuva e com o tempo seco e quente. A árvore funciona como um grande captador de água o tempo todo. Ela evapora a água que pega do solo pelas folhas e esse mecanismo é natural e se adapta ao ambiente. Estamos em um período de seca e que a umidade relativa do ar está muito baixa. Por isso as folhas estão sendo liberadas. É um processo natural de sobrevivência”, explicou.

Comumente essa paisagem é mudada no outono, estação conhecida com a caída das folhas. Mas está acontecendo fora de época por conta da instabilidade do clima no Rio de Janeiro. O especialista explicou que em outras regiões do país a mesma árvore se comporta de outra forma, justamente por conta da influência do clima. “O Rio de Janeiro tem a influência de massas do Norte e do Sul e as vezes, em uma semana, temos características das quatro estações. Isso dá uma desorientada no ciclo biológico das árvores. As amendoeiras trocam de folhas parcialmente e não chega a ficar completamente sem folha, mas os ipês, por exemplo, são considerados de folhas caducas, que caem em sua totalidade para reflorescerem”, completou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze − um =