Arrastões em NIterói e SG voltam a assustar motoristas

Augusto Aguiar –

Os novos comandantes dos batalhões de Niterói e São Gonçalo, que tomam posse nessa semana, já terão como uma das metas imediatas tentar sufocar a ação de criminosos que voltaram a promover simultâneos arrastões nas duas cidades, acabando com a paz de moradores, pedestres e motoristas. O tenente-coronel Sylvio Guerra, que assume o 12º BPM (Niterói) no lugar do também tenente-coronel Márcio Guimarães, terá pela frente a ousadia de quadrilhas, que por exemplo, passaram a atacar em pontos diferentes da Zona Norte, quase sempre nas imediações da Alameda São Boaventura, local de grande concentração de motoristas e pedestres.

No início da noite de domingo (13), bandidos armados roubaram pelo menos dois carros e duas motocicletas de entregadores na Rua Carlos Maximiano, no Fonseca. Vale lembrar que no fim do ano passado a PM já havia prendido um casal na mesma via, portando um fuzil. Na quarta-feira da semana passada, a ousadia dos bandidos foi exibida na subida da Caixa D’água, também na Zona Norte, no acesso à Rodovia Amaral Peixto (RJ-104), onde bandidos não tomaram conhecimento da proximidade do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv), da Cia Destacada da PM, no Horto, da ronda feita por agentes do Niterói Presente, e da 78ª DP (Fonseca), e praticaram outro arrastão. Pelo menos três motoristas foram rendidos. Na ocasião três carros foram roubados, além de pertences. Os veículos foram recuperados em seguida. O arrastão provocou pânico na via, com motoristas tentando escapar e retornando na contramão. Segundo informações, os bandidos estariam fortemente armados, com pistolas e fuzis.

Adolescente segue em estado grave
Em São Gonçalo, o panorama é ainda mais complicado, com coronel Ronaldo Martins Gomes da Silva, que assume o posto em lugar do tenente-coronel André Henrique, combatendo os ataques frequentes de marginais ao longo da Rodovia Niterói-Manilha (BR-101). Um deles ocorreu na manhã de sábado (12), quando o adolescente Daniel Borges Doutel Ferreira, de 17 anos, atingido com tiros no braço, olho e pescoço, na altura do bairro Jardim Catarina.

A vítima seguia com o pai, de carro, para a Região dos Lagos, quando veículo foi cercado por cerca de 20 marginais armados. Socorrido pelo próprio pai, até o fim da manhã de ontem, a vítima permanecia internada, em estado grave, no Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), no Colubandê. A ousadia dos marginais, a exemplo de Niterói, está enfrentando o trabalho de repressão já realizado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da própria PM.

A polícia apurou que os bandidos teriam cercado o veículo, tentado quebrar os vidros do carro e o rapaz estava sentado no banco do carona. Como não conseguiram roubar as vítimas, os marginais se afastaram e efetuaram vários tiros na direção do veículo, atingindo Daniel. A ocorrência foi registrada na 73ª DP (Neves), que trabalha na identificação dos assaltantes. Outro ponto crítico, segundos próprios motoristas e pedestres é o trecho da BR-101, nas imediações do Shopping São Gonçalo, entre os bairros Boa Vista e Neves, onde marginais atacam ao anoitecer.

Comerciante baleado – Também permanece internado, em estado grave, no Heat, o gerente Wladimir José Machado Chalin, de 57 anos. Ele foi baleado dentro de seu restaurante, na tarde de domingo, na BR-101. A vítima teve seu estabelecimento assaltado. Segundo a PRF, quatro homens comeram e beberam na Adega do Bacalhau, perguntaram por um funcionário que não trabalha mais no estabelecimento, e em seguida anunciaram o assalto. O assaltante mais jovem foi atrás do gerente, e baleou a vítima. A ocorrência foi registrada na 74ª DP (Alcântara).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 + oito =