Arrastão causa pânico no Cubango

Raquel Morais

Motoristas que trafegavam pela Rua Noronha Torrezão na manhã de ontem passaram por momentos de pânico. Um arrastão, que contou com pelo menos cinco criminosos, acabou com três veículos e duas motocicletas roubados, além de telefones celulares e joias. Minutos após a ação dos bandidos, dois veículos e uma moto foram recuperados, dois homens presos e um menor apreendido. Os outros envolvidos conseguiram fugir com outro carro e moto. O grupo passou por diversos bairros como São Francisco, Charitas e Santa Rosa praticando os delitos.

Policiais militares da 6ª Cia do 12º Batalhão da Polícia Militar de Niterói (BPM), da Vila Progresso, na Região de Pendotiba, faziam patrulha na Rua Noronha Torrezão por volta das 10 horas quando foram abordados por pedestres que disseram ter presenciado um arrastão. As testemunhas apontaram um carro, um Renault Logan branco, placa KZI4421, de Maricá, que estaria com um dos criminosos. Após abordagem policial, os ocupantes do veículo tentaram fugir, mas foram capturados na Travessa Luís de Matos. No mesmo local, os outros comparsas abandonaram um HB20 prata, placa KRO9301, de Niterói, e uma motocicleta Honda XRE 300, placa KVQ6511 (Niterói), que foram recuperados.

Os criminosos, moradores do Morro do Céu, no Complexo do Caramujo, foram levados para a 76ª DP (Centro), na Central de Flagrantes, onde o caso foi registrado. Os homens presos foram identificados como Phelipe da Silva, de 21 anos, e Alex Sandro Pessanha Basílio, de 19 anos. Com o grupo foram encontrados também uma pistola calibre 380, com numeração raspada, três celulares, um rádio transmissor, um cordão e anel de prata, além de pertences das vítimas, como roupas e calçados.

Segundo informações militares, o grupo teria oferecido dinheiro aos policiais para não ser preso, o que configura tentativa de suborno. No rádio transmissor do grupo de criminosos os militares também escutaram, por diversas vezes, comparsas querendo se reunir para libertarem os três amigos. “Tivemos que pedir ajuda de outros colegas que nos deram apoio com mais duas viaturas”, comentou um policial militar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − 8 =