Araruama adota medidas restritivas

A prefeitura de Araruama decretou, na última sexta-feira (19) um decreto com novas restrições em relação ao funcionamento de serviços considerados não essenciais em toda a cidade. As medidas estão em vigor desde o último sábado (20) e seguem até a próxima segunda-feira (5), portanto, durante todo o “superferiado” proposto pelo governador Cláudio Castro e aprovada hoje (23) pela Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

As novas medidas proíbem o funcionamento de bares, restaurantes, boates, assim como qualquer evento como shows, eventos, salões de festas, cinemas e restaurantes. Também estão proibidos qualquer evento de música ao vivo; piscinas públicas; futebol amador e outras práticas esportivas e qualquer outra forma de aglomeração como carro de som de passeio com perturbação da ordem pública.

O decreto prevê que os estabelecimentos que descumprirem as determinações terão o alvará revogado e o estabelecimento interditado pela Guarda civil, independentemente de notificação anterior.

De acordo com as medidas alguns estabelecimentos autorizados a funcionar deverão encerrar as atividades às 18h, com exceção de supermercados, postos de combustíveis, farmácias e estabelecimentos de atendimento à saúde em geral.

Bares e restaurantes estão autorizados a atender apenas pelo serviço de entrega em domicílio. Templos religiosos de qualquer fé só poderão funcionar aos domingos e apenas no horário da manhã, entre 7h e 13h.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × três =