Apresentações artísticas movimentaram a Casa de Cultura

Em mais um dia de entretenimento, em comemoração aos festejos de maio, pelos 184 anos de emancipação político-administrativa de Itaboraí, a Casa de Cultura Heloísa Alberto Torres, no Centro recebeu na noite da última quinta-feira, o Coletivo Ponte Cultural, com apresentações de arte e cultura.

O coordenador do Coletivo Ponte Cultural, Marcos Moura destacou o privilégio de fazer parte da programação dos festejos de aniversário da cidade. “É gratificante ser convidado para participar desta comemoração, uma forma de reconhecimento do nosso trabalho com cultura e arte no município.

As integrantes da Cia Resenha Teatral, a diretora Carol Araújo e a diretora de movimento e atriz, Maria Carol Leguede ficaram encantadas com a Casa de Cultura e com a cidade. O grupo apresentou a esquete teatral “Meu passado não se apaga”, que conta a chegada dos negros africanos no século XIX. A companhia é formada por seis atores e possui quatro anos de existência.

“O Marcos havia nos mandado fotos da Casa de Cultura, mas pessoalmente ficamos mais encantadas ainda, e esta Praça, com vários prédios históricos é perfeita. Moramos no Rio de Janeiro e não vemos isso por lá, parecia que estávamos em outro lugar. Decidimos trazer esta esquete, porque tem tudo a ver com a Casa. Em nosso processo de pesquisa constatamos que negros já passaram por aqui, pois tem senzalas no local”, disse a diretora Carol Araújo, destacando que só conhecia o bairro do Apollo.

O evento contou com oito apresentações em cinco categorias diferentes, sendo elas, esquete teatral, solo performático, músicas, poesias e malabares. Ao todo, 19 artistas se apresentaram.

O Coletivo Ponte Cultural, no Apolo é um projeto que visa despertar nas crianças e jovens o interesse pela cultura. Mensalmente são oferecidas palestras gratuitas para a comunidade, com diversos temas, entre eles Violência contra a Mulher; Inclusão do público LGBT no mercado de trabalho e outros. Além de cursos de teatro; interpretação para TV e Cinema; canto; violão e danças urbana, contemporânea, afro e stiletto, sendo uma vez por semana e com preços populares. A sede fica no Centro Empresarial Apolo, localizado na Avenida Afonso Sales, 206, sala 309. Horário de funcionamento, de segunda a sexta-feira, das 9h às 19h. Mais informações 2623-7832.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 + onze =