Após sugestão da Anvisa para suspender mais uma vacina em gestantes, Niterói se pronuncia

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sugeriu na última sexta-feira (2) que mulheres grávidas recebam apenas os imunizantes Coronavac e Pfizer, já que a Astrazeneca e a Janssen são produzidas a partir da tecnologia de vetor adenoviral. O motivo para a suspensão seria a suspeita de trombose causada pela vacina. Entretanto a Secretaria Municipal de Saúde de Niterói informou que as gestantes vacinadas na cidade só estão recebendo os imunizantes da Coronavac e Pfizer.

A Anvisa orienta para a necessidade de se instituir medidas para identificar casos suspeitos de trombocitopenia (trombose) em pessoas que receberam as vacinas. As chances de isso ocorrer, porém, são baixas, entre 0,1% e 0,5%.

Em nota, a prefeitura de Niterói informou que nenhuma gestante vacinada no município recebeu doses da Astrazeneca ou da Janssen.

“Apesar do baixo risco de ocorrência de trombose com trombocitopenia (TTS), que pode ocorrer em 0,1% a 0,5% do total de vacinados, há a necessidade de se instituir medidas para a identificação precoce de casos suspeitos e a intervenção oportuna para uma melhor evolução clínica”, disse a Anvisa em nota.

O órgão mantém a recomendação pela continuidade da vacinação com os imunizantes, uma vez que, até o momento, os benefícios das vacinas superam os riscos associados à infecção por Covid-19. Entretanto, no caso das gestantes, além da vacina, Oxford/AstraZeneca/Fiocruz, outras vacinas que utilizam vetor adenoviral, como a vacina Janssen, também não devem ser utilizadas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − 8 =