Aplicativos lembram motoristas de reparos e cuidados com veículos

Saber antes de sair de casa por onde fugir dos congestionamentos. Calcular o tempo gasto com deslocamento. Ter acesso a mapas em qualquer lugar do país. Se antecipar a um problema mecânico e até mesmo ser lembrado quando deve abastecer o veículo. Essas são algumas tecnologias que ajudam motoristas no trânsito e no cuidado com o automóvel. Os aplicativos se tornaram grandes aliados no dia a dia, indo na contramão de quem reclama da influência da era digital.

“Quanto maior a adesão a redes colaborativas como essas, mais ricas, precisas e confiáveis são as informações compartilhadas. O resultado não poderia ser outro: deslocamentos mais eficientes. Entender a dinâmica desse ciclo concede aos aplicativos o posto de potenciais transformadores do trânsito, já que são capazes de alterar o comportamento do condutor. Se os benefícios de percorrer determinado trajeto de ônibus e deixar o carro para trás forem nítidos ao motorista, aumentam as chances da escolha dele ser essa. Isso nada mais é do que a mudança de hábito provocada pela disseminação de informação”, comentou Ricardo Simões, membro da Comissão de Estudos de Sistemas Inteligentes de Transporte (ITS) da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

Basta usar a própria tecnologia e consultar na internet uma ferramenta para auxiliar no ‘problema’ a ser solucionado. Por exemplo, os lembretes como datas de pagamento de Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), vistoria anual e vencimentos da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), são fornecidos após breve cadastro com informações do proprietário e do veículo. Outras ferramentas controlam o consumo do combustível e mostram, dependendo da região, qual o posto com valor mais barato. Também já foram criados apps que mostram onde estão estacionamentos particulares e valores, também dependendo da localização.

E quando o assunto é localização os aplicativos mais utilizados são justamente os que mostram esse direcionamento, os famosos GPS (Global Positioning System que em português significa Sistema de Posicionamento Global). E nesse segmento o que não falta é ajuda: os sinalizadores mostram onde o trânsito está congestionado, rotas alternativas e ações repressivas, as chamadas ‘blitz’. Cabe lembrar que avisar sobre essas intervenções é crime previsto no Código Penal. “Eu sempre uso o aplicativo para ir em lugares que não conheço. Acabou essa história de ficar pedindo informação para pessoas na rua”, finalizou um motorista de Uber que não quis se identificar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze − onze =