Aplicativo que faz jogos de loteria é visto com cautela por apostadores

Raquel Morais –

Que a internet é um facilitador da vida moderna não é novidade. Vendas e compras onlines, rastreamento de encomendas, aulas virtuais e até mesmo compras de supermercado podem ser feitas através da rede. Agora uma novidade pretende facilitar os apostadores de jogos de azar. O aplicativo Sorte Sim foi lançado para quem tenta a sorte na Mega Sena, Quina e Lotofácil através do telefone celular, tablet ou computador. Apesar da comodidade, a Caixa Econômica Federal informou que não reconhece, não tem vínculo e nem tem responsabilidade sobre qualquer modalidade de loteria ou sorteio comercializados pela internet ou aplicativo, à exceção do canal Internet Banking Caixa (IBC).

A empresa foi questionada sobre a quantidade de Lotéricas cadastradas e se tem alguma no Rio de Janeiro e em Niterói, mas não se manifestou sobre o assunto. Em algumas lotéricas da cidade e de São Gonçalo nenhum funcionário ou gerente soube falar do cadastro para o jogo online. A gerente da SJT Lotérica de Alcântara, Luana Silva, de 28 anos, é uma dessas pessoas. “Desconheço essa informação. Somente valem os jogos feitos nos estabelecimentos físicos”, sintetizou a responsável que disse que a Mega Sena, Quina e Lotofácil são os jogos mais procurados pelos apostadores.

Pelo aplicativo, a aposta por seis números da Mega Sena custa R$ 4,75 contra R$ 3,50 em qualquer lotérica do país. Já a Quina com cinco apostas custam R$ 2,50, contra R$ 1,50 e a Lotofácil com 15 números custa R$ 3 enquanto na lotérica custa R$ 2. Segundo o sócio-fundador do aplicativo, Mauricio Crivelin, a plataforma Sorte Sim surgiu com o objetivo de criar uma ponte entre clientes e as casas lotéricas para facilitar os jogos. “O Sorte Sim une o apostador a uma lotérica oficial de uma forma prática e segura. Para isso, basta o apostador fazer seu cadastro, realizar as apostas nos jogos disponíveis e efetuar o pagamento dentro do nosso sistema”.

Assim que a aposta é efetivada, o jogo é enviado para a loja lotérica credenciada mais próxima. Após processar a aposta, a plataforma envia o comprovante digital por e-mail. Ainda de acordo com o informe além de ser uma oportunidade para quem deseja apostar e não perder tempo com filas, a plataforma abre as portas para os lotéricos credenciarem suas casas no sistema.

O gerente comercial Isaías Borges, de 58 anos, é acostumado a jogar na Mega Sena em busca do tão sonhado prêmio. “Eu acredito que um dia possa ser agraciado com essa vitória, mas só jogo na loja física. Tenho medo de participar dessas novidades na internet”, explicou. Já o comerciante João Paulino, 43 anos, disse que não acredita nos jogos de sorte. “Acho que tudo é manipulado e tem muita gente que gasta muito dinheiro em busca dessa ‘sorte’. Acredito que o trabalho possa me dar uma vida boa, com conforto e dinheiro”, finalizou.

Mas a Caixa reforçou que não autoriza a utilização de links ou citações de marcas de nenhum de seus produtos. As loterias são vendidas ‘única e exclusivamente’ por meio de Rede de Casas Lotéricas e Revendedores Ambulantes Credenciados, além do IBC no caso da Mega Sena. Sobre o não reconhecimento do banco, o Sorte Sim confirmou não ter vínculo e que quer parcerias somente com as casas lotéricas e com o os clientes que desejam fazer apostas sem pegar filas. O Sorte Sim não faz jogo e apenas repassa as apostas para as casas lotéricas conveniadas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 − 6 =