Aparecimento de serpentes chama atenção dos niteroienses

O registro de uma cobra no alto de uma árvore no Monte da Oração, que fica dentro do Parque Estadual da Serra da Tiririca do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), em Várzea das Moças, chama atenção para o cuidado com esses ‘encontros’ com animais peçonhentos. A serpente em questão foi uma jiboia, que não é venenosa e não oferece perigo para as pessoas, mas especialistas alertam: em caso desse ‘encontro inesperado’ o recomendado é manter a calma, em nenhuma hipótese tocar no animal e se afastar.

O Monte da Oração é comumente visitado por pessoas para rezar, meditar e outros ritus religiosos e o encontro da serpente foi comentado em redes sociais. Os sinais de alerta foram de várias formas, desde com ‘cuidado’ até ‘essas cobras aí não dão mole não, elas pegam a pessoa, espreme, espreme, até apertar os ossos da pessoa e depois manda pra dentro’.

O veterinário Gabriel Munay, especialista em animais silvestres e exóticos, deu algumas dicas para garantir a segurança da pessoa e do animal. “O ideal é não mexer no animal e chamar alguém especializado para resgatar. Em Niterói a Guarda resgata. Em parque é só deixar seguir o caminho mesmo”, resumiu.

No último dia 19 foi encontrada uma jiboia no Engenho do Mato, também em Niterói, e isso é cada vez mais comum. “A questão do Monte das Orações a minha posição quem tem que sair é a pessoa, o Monte das Orações é parte do parque, independente do uso público. No Parnit só tiramos serpente quando estão no centro de visitantes ou na estrada. As pessoas têm que saber familiarizar com a presença da fauna na floresta. Não tiramos serpente do meio da trilha. A prioridade de parques é a fauna e flora”, contou Alex Figueiredo, administrador do Parque Municipal de Niterói (Parnit).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro − três =