ANP fiscaliza 11 postos de combustíveis em São Gonçalo

Raquel Morais –

Uma operação nacional realizada pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) teve ramificações em São Gonçalo. Nesta quinta-feira (24) fiscais da reguladora fiscalizaram o Posto Interplanetário, no arro Vermelho. A ação fez parte dos 824 postos de combustíveis fiscalizados em 23 Estados, que aconteceu do dia 19 até ontem, em parceria com outros órgãos.

O objetivo da operação, batizada como Bomba Limpa, foi combater irregularidades em postos revendedores de combustíveis. Em São Gonçalo foram analisadas amostras de todas as bombas de etanol e gasolina (comum e aditivada), e nenhuma adulteração foi encontrada. Questionado sobre o motivo do estabelecimento em questão ser escolhido, o coordenador do Núcleo de Fiscalização do Rio de Janeiro da ANP, Ary Bello, explicou que foi através de um apanhado de denúncias, monitoramento de qualidade e informações de mercado.

No posto a gasolina comum estava sendo comercializada por R$ 3,999 e o etanol por R$ 2,899. O preço está abaixo da média calculada no levantamento da ANP, R$ 4,110 e R$ 3,209 respectivamente. Na última quarta-feira, quatro equipes da agência estiveram em dez postos de combustíveis de São Gonçalo, e em apenas um foi encontrada adulteração. “O posto fica no Jardim Alcântara e a gasolina estava com percentual de etanol acima do permitido. Foram interditadas as bombas e somente poderão voltar a funcionar após a retirada de todo o combustível e requalificação”, completou Ary.

O motorista Alcyr Costa, de 65 anos, esteve no posto no momento da ação da ANP. “Já tive um problema com o meu carro provocado pela gasolina de má qualidade. Certa vez pedi o teste e nada foi encontrado. Acho que essa fiscalização é maravilhosa para o consumidor ter certeza do que está comprando”, comentou. “Sempre se deve desconfiar de preços muito abaixo do mercado, é muito importante pedir a nota fiscal após abastecimento e também exigir os testes em caso de dúvida, além de abastecer sempre no mesmo posto”, pontuou o coordenador.

COMO SÃO FEITOS OS TESTES
O teste da gasolina é feito por meio de análise visual e do percentual do etanol acrescido ao combustível. A cada 50 ml de gasolina é colocado 50 ml de água. A água vai extrair o etanol da gasolina e vai aumentar essa quantidade da água, que deve ficar entre 62,5ml e 64ml, já que a gasolina deve ter 27% de etanol, podendo variar entre 25% a 29%. O teste do etanol é feito com o densímetro para verificar o grau de pureza e o diesel através da análise visual da emulsificação.

ENTENDA O CASO
Non início de julho diversos carros apresentaram problemas mecânicos e foram levados para as concessionárias pelos proprietários, como Renault, Peugeot, Volkswagem, Honda, Hyundai, entre outras. A maioria apresentava o mesmo problema: motor carbonizado. O alerta começou a ser exposto pelas redes sociais quando funcionários de grandes marcas relataram os problemas enfrentados no interior das oficinas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete + quatro =