Angra III inaugura Linha de Produção e entrega dois acumuladores

A inauguração da Linha de Produção de Torres de Transmissão de Energia da NUCLEP acontecerá na próxima sexta-feira (19), às 10h, em uma solenidade promovida pelo Ministério de Minas e Energia (MME) e a Nuclebrás Equeipamentos Pesados (Nuclep), em Itaguaí. Também acontecerá a entrega dos dois últimos acumuladores da Usina Nuclear Angra 3, fabricados pela Eletronuclear.


Angra 3 terá, no total, oito acumuladores. Todos foram produzidos pela Nuclep, assim como os demais grandes equipamentos da usina, incluindo o vaso de pressão do reator, os geradores de vapor, os condensadores e o pressurizador.


A usina terá energia suficiente para abastecer as cidades de Brasília e Belo Horizonte. Isso porque, Angra 3 quando entrar em operação com potência de 1.405 megawatts, terá capacidade de gerar 12 milhões de megawatts-hora.
Com a usina em funcionamento, a central nuclear de Angra produzirá energia equivalente a 60% do consumo do estado do Rio de Janeiro. As obras da unidade estão previstas para serem reiniciadas em outubro, com conclusão estimada para 2026.


Os acumuladores de Angra 3 são estratégicos para garantir a segurança de uma usina nuclear. Eles são tanques com 14,2 metros de comprimento e 22 toneladas, utilizados para fazer o resfriamento do sistema primário, onde fica o reator.


Esses equipamentos armazenam água pressurizada rica em boro, que neutraliza a reação de fissão nuclear que ocorre no núcleo. Em caso de emergência, sua função é injetar o líquido rapidamente no sistema primário para resfriar o reator. A água é descarregada de forma passiva, por ação da gravidade, sem a necessidade de energia elétrica.


Estarão presentes o presidente da República, Jair Bolsonaro; o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque; e o governador em exercício do estado do Rio de Janeiro, Cláudio Castro. Além disso, participarão da cerimônia o presidente da Nuclep, Carlos Henrique Seixas, juntamente com os demais diretores da empresa, e o presidente da Eletronuclear, Leonam dos Santos Guimarães.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um + dezoito =