Alunos se destacam em etapa da Olimpíada Brasileira de Robótica

Macaé foi destaque na etapa regional da Olimpíada Brasileira de Robótica, realizada na Cidade Universitária no último fim de semana. A programação reuniu 250 competidores de 52 escolas públicas e privadas de Macaé e Rio das Ostras e teve como medalha de ouro no nível I (até o nono ano) a equipe “Mid” do Colégio Municipal Professora Maria Isabel Damasceno Simão.

A dobradinha para segunda e terceira colocação foi a equipe Robóticos Daflon, da Escola Municipal Eda Moreira Daflon. Outra premiação foi a do nível II (Ensino Médio) com medalha de ouro para equipe Sanadroid, representante do Colégio Municipal Sana.

Macaé também faturou medalha de prata na categoria II com a equipe Alfatec, formada por estudantes das redes públicas de Macaé e Rio das Ostras, que treinam no campus da Universidade Federal Fluminense (UFF). Já a terceira colocação foi para a equipe do Senai, que foi treinada pelo aluno da rede municipal Thiago Rangel, com auxílio do professor Guilherme Rangel.

Durante a regional foram escolhidos os representantes que melhor enfrentaram os desafios e obstáculos apresentados na arena. Com o tema “Resgate a uma vítima de um local sem acesso humano”, as equipes campeãs terão a oportunidade de participar da fase estadual da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR), prevista para o dia 2 de setembro, na Pontifícia Universidade Católica (PUC), no Rio de Janeiro.

A programação movimentou a Cidade Universitária, que recebeu torcidas organizadas e alunos entusiasmados com a etapa. Entre eles estavam Millena Bohrer, João Victor Dames e Aliciane Rodrigues, da equipe Sanandroid, que estava acompanhada pelo diretor Sol Grey Tavares. “É muita emoção mais uma vez estarmos classificados para a etapa estadual”, comemoraram.

As melhores equipes da OBR 2017 irão disputar a categoria RoboCupJr Rescue Line, na RoboCup, competição internacional de robótica, que vai acontecer em Montreal, no Canadá, em junho de 2018. Segundo o secretário de Educação, Guto Garcia, o trabalho da robótica em Macaé deve ser ampliado. “Percebemos que os alunos ficam mais comprometidos nos estudos, principalmente em disciplinas que envolvem o raciocínio lógico e a concentração”, pontua.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − onze =