Alunos ficam sem aula por falta de energia elétrica em SG

Aline Balbino

Estudantes da Colégio Presidente Castelo Branco, no bairro Boaçu, em São Gonçalo, estão sem aula desta a última segunda-feira (17). A unidade está sem água e energia elétrica e com isso as aulas foram interrompidas durante dois dias. Segundo a prefeitura de São Gonçalo, gestora da unidade, o problema já foi resolvido. A partir de hoje as aulas serão regularizadas para os 2.200 estudantes. Os alunos reclamam que a unidade está em péssimo estado de conservação com janelas e portas quebradas e infiltrações em diversas áreas da escola. Os estudantes não sabem quando a situação se normalizará. Essa não é a primeira vez que há reclamações com relação à escola. No ano passado, a equipe do Jornal A Tribuna visitou a unidade e constatou a existência de goteiras, infiltrações e mobiliário quebrado.

“Sempre foi assim. Essa escola precisa de atenção do prefeito. Agora que ele perdeu, ficaremos nessa situação até o outro assumir. A educação não é valorizada em São Gonçalo. Estamos no segundo dia sem aula porque não tem luz e água. Isso é um absurdo. Sem luz não há como puxar água. Como vamos estudar assim?”, indagou um estudante que preferiu não se identificar.

O Sindicato dos Profissionais da Educação (Sepe) informou que está ciente das reclamações dos alunos e pais com relação à infraestrutura da escola. A secretaria de Educação informou que uma equipe compareceu no Colégio Presidente Castelo Branco para fazer os reparos na rede elétrica da unidade, devido a uma pane. Os alunos não serão prejudicados com a falta de aula, pois haverá reposição, assim que o trabalho for concluído. Foi feita a substituição do painel elétrico de energia elétrica e hojeas aulas acontecem normalmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × dois =