Alunos e professores acuados pela violência em São Gonçalo

Augusto Aguiar –

Dezenas de crianças, alunos da Escola Municipal Pastor Haroldo Gomes, na Estrada das Palmeiras, em Itaúna, Complexo do Salgueiro, e do Ciep Municipalizado Anita Garibaldi, situado na Rua Luiz Ribeiro Pires, no bairro vizinho do Jardim Catarina, ficaram acuados, na manhã de ontem, quando policiais militares do 7º Batalhão (São Gonçalo) e traficantes se envolveram num intenso confronto durante uma operação de repressão ao tráfico na região. Houve relatos de que os policiais estenderam a operação para o bairro do Boaçu.

Alunos e professores procuraram abrigo, abaixando-se ou se deitando nos corredores, dentro das unidades escolares, como forma de tentar escapar das balas pedidas. Assim que os policiais, apoiados por um veículo blindado, o popular caveirão, entrou no Complexo do Salgueiro, foram recebidos a tiros por traficantes fortemente armados com fuzis. As marcas do intenso tiroteio que se seguiu ficaram até na lataria (blindada) do caveirão e num dos pneus, que foi destruído por tiros de fuzil. Até o fim da manhã de ontem (6) não foi divulgado pelo Batalhão de São Gonçalo informe sobre um balanço da operação (que prosseguiu durante a tarde), com número de presos, apreensão, ou feridos.

Também, por conta da operação desencadeada na manhã de ontem, moradores disseram que as linhas de ônibus que servem e região pararam de circular e muitas pessoas preferiram não arriscar, permanecendo em suas casas, sobretudo nos bairros do Complexo do Salgueiro.
Sobre o perigo enfrentado por alunos, professores e funcionários de escolas da região, a Prefeitura de São Gonçalo emitiu o seguinte informe, no fim da manhã de ontem: “Alunos e professores do Ciep Municipalizado Anita Garibaldi, no Jardim Catarina, tiveram que ficar deitados no corredor devido ao intenso tiroteio perto da escola. Segundo informações, o conflito foi entre policiais e traficantes. O turno da manhã seguiu até o horário normal para liberação das crianças. Apesar de a situação parecer sobre controle, por medida de segurança, o turno da tarde terá horário reduzido. A mesma situação foi vivida na Escola Municipal Pastor Haroldo Gomes, próximo ao Salgueiro”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *