Alessandro Rodrigo da Silva é prata no arremesso de peso T11

Minutos após a conquista do velocista Vinícius Rodrigues, foi a vez de Alessandro Rodrigo da Silva também conquistar sua medalha de prata no atletismo da Paralimpíada de Tóquio, nesta segunda-feira (30). Alessandro marcou 13,89m e terminou na segunda colocação do arremesso de peso F11, sendo superado apenas pelo iraniano Mahdi Olad, com 14,43m. Oney Tapia, da Itália, foi bronze, com 13,60m.

Alessandro fez uma grande prova e bateu a sua melhor marca da temporada em três oportunidades. O brasileiro começou a prova com 13,85m e encerrou a rodada inicial na liderança da prova, mas caiu para a segunda colocação na sequência, após o arremesso de Olad. Alessandro permaneceu na posição até o final da prova, mesmo tendo melhorado seus arremessos nas duas rodadas finais, com 13,87m e 13,89m, respectivamente.

Natural de Santo André, São Paulo, Alessandro tem 37 anos e faz sua segunda participação paralímpica. O curioso é que o arremesso de peso não é sua principal modalidade, mesmo ele tendo sido bronze no Mundial de 2019. Alessandro é especialista no lançamento de disco, em que é o atual bicampeão mundial e atual campeão paralímpico.

Esta foi a terceira medalha de prata do Brasil no dia, a oitava no geral. Além de Vinicius e de Alessandro, Bruna Alexandre foi vice-campeã no tênis de mesa, na classe 10. Até aqui, o Brasil soma 11 ouros, 8 pratas e 15 bronzes, totalizando 34 medalhas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − 6 =