Alafiá Mundo celebra a história do samba e da contribuição feminina no mês da Mulher Negra

Com o propósito de celebrar o Dia Internacional da Mulher Negra, Latino-americana e Caribenha, comemorado dia 25 de julho, o Alafiá Mundo recebe a cantora, pesquisadora e ativista antirracista Danielle Almeida, especialista em História da África e dos Abro-brasileiros pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Com uma trajetória de estudos que inclui passagem em São Paulo, Rio de Janeiro, Perú, México e Itália, a pesquisadora tem muito a contar sobre as lutas, conquistas e os desafios das mulheres negras  da  América Latina, Caribe e da diáspora africana. E ela vai bater um papo com a Dra. Helena Theodoro, uma das idealizadoras do projeto e que orientou Danielle com a pesquisa no mestrado sobre artista peruana Vitória Santa Cruz, que foi poetiza, coreógrafa, folclorista, estilista e ativista da cultura afro-peruana nos anos 1960 e 1970.

No encontro, Danielle e Helena também vão conversar sobre o universo do samba e sua grande influência histórica e social no cotidiano da população brasileira. Helena ressalta a importância de divulgar mundialmente o samba e tudo o que agrega valor à arte brasileira:

“Esse é o objetivo do evento.  ‘Alafiá’ significa confirmação de algo positivo, e é o que desejamos. ‘Alafiá Mundo!’”, completa.

Serviço:

Alafiá Mundo

Data: 14 de julho

Hora: 19h30

Ingressos: No site diáspora.black

Instagram: instagram.com/alafiamundo/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.