Depois da municipalização água ficou sem custo em Macaé

Após a rescisão de contrato com a Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae) na última terça feira (19), a Prefeitura de Macaé, anunciou nesta quarta-feira (20) o fim da cobrança da taxa de água aos moradores do município. Segundo a Prefeitura, o novo decreto assinado pelo prefeito deve ser publicado no Diário Oficial nesta quinta-feira (21).

O decreto diz ainda que o Secretário de Saneamento, o engenheiro Marcos Tuller Aguiar, que autuou 30 anos na empresa, assume a gestão e alguns funcionários que trabalhavam para a Cedae agora trabalham para a Prefeitura. O assunto segue em apuração por A TRIBUNA para uma matéria especial para o fim de semana para explicar a situação.

Na última terça-feira (19) A Prefeitura anunciou a rescisão de contrato com a Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae). Segundo o município, a decisão foi tomada por conta de uma série de problemas em relação ao abastecimento de água na cidade. A partir de quarta, segundo o município, a Secretaria de Infraestrutura assume a responsabilidade pelo abastecimento de água em Macaé.

O prefeito Dr. Aluizio afirmou que tem buscado um acordo com a Cedae desde o mês passado. “A companhia não conseguiu, ao longo desse período, atender a expectativa mínima da população que é ter água em sua casa. A conta chega, mas o abastecimento não. Isso acontece em qualquer bairro, de Imboassica ao Lagomar. Inicialmente, entramos com uma ação contra a Cedae, mas a Justiça ainda não teve tempo de se manifestar. Por isso, a decisão de rescindir o contrato e encampar o serviço. Nos últimos 40 anos, a Cedae não investiu quase nada no município. É preciso ter respeito pelo morador de Macaé que paga água e não tem. A solução é o abastecimento nas casas das pessoas”, disse o prefeito.

Procurada, a Cedae não se manifestou até o fechamento da edição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *