Agentes do Niterói Presente fazem doação voluntária para banco de sangue do Antonio Pedro

O programa Niterói Presente, de policiamento ostensivo da cidade, envolveu-se esta semana em uma operação especial. De quarta a sexta-feira (18), os agentes estão engajados na doação para o banco de sangue local, o HemoNit, que funciona dentro do Hospital Universitário Antônio Pedro (Huap). Dez voluntários por dia dão um pouco de si para salvar vidas.

À frente da ação está a capitã Camilla Verdan, coordenadora operacional do Niterói Presente, que sensibilizou e inscreveu os doadores voluntários dentro da corporação. “É extremamente gratificante poder ajudar a quem precisa ainda que não saibamos quem serão essas pessoas que receberão a doação de sangue. Enxergo como uma gesto de amor ao próximo. Realmente, é doar vida”, exclama, gratificada, a militar de 33 anos de idade e 14 de serviço.

Capitã Camilla conta que a sugestão partiu de Janaína Barreto, assistente social do programa Lagoa Presente, no Rio, cuja mãe faz tratamento de saúde no Huap e percebeu a necessidade de mais doadores para dar conta da procura. Ela entrou em contato com o grupamento de Niterói na tentativa de conseguir a parceria.

O agente civil Nilton Junior, de 28 anos, foi um dos voluntários. “Me sinto privilegiado por poder participar dessa ação. O que me motivou na vida e me motiva até hoje é que, há alguns anos, minha mãe passou por uma cirurgia cardíaca e precisou de doadores. Desde então, sempre que há a possibilidade de doar, eu me voluntario”, diz ele, com sentimento solidário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 − oito =