AFR monta projeto gastronômico para arrecadar fundos

Raquel Morais

A Associação Fluminense de Reabilitação (AFR) continua precisando da ajuda de doações para manter o atendimento para centenas de usuários. A pandemia do coronavírus interferiu no funcionamento da instituição, que está atendendo apenas 50% dos pacientes para evitar a disseminação da doença. Em mais uma tentativa de angariar fundos, a direção montou, além da vaquinha online, uma ação beneficente através da alta gastronomia. A associação está vendendo um menu degustação com entradas e prato principal por R$ 110 para o dia 10 de fevereiro. A verba arrecada será destinada para compra de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para mais de 200 funcionários e estagiários.

De acordo com a AFR, apesar do lockdown os atendimentos não pararam. Com a retomada gradativa dos serviços a instituição vê uma situação desafiadora, principalmente com o aumento expressivo dos insumos diante do uso obrigatório dos EPIs. A ação beneficente batizada de “Amigos da Gastronomia” terá como primeiro convidado o chefe Cláudio Bastos, que assina várias festas na cidade, inclusive o tradicional jantar beneficente Garçom Caixa Alta. A compra pode ser antecipada e o jantar será entregue por delivery ou poderá ser retirado na própria instituição.

O superintendente da AFR, Telmo Hoelz, explica a importância da instituição e disse que de julho a dezembro de 2020 os gastos com EPI’s e serviços de higienização e desinfecção foram de mais de R$ 130 mil.

“Em sintonia com os órgãos responsáveis pela gestão da Saúde em nosso município, a AFR segue atendendo a percentual reduzido de sua clientela, estando hoje limitada a 50% da sua capacidade. Ações como o Amigo da Gastronomia vem nos auxiliar no custeio dos gastos com insumos, principalmente os equipamentos necessários para segurança de todos, durante os atendimentos”, afirmou.

Antes da pandemia a AFR atende por mês através do Sistema Único de Saúde 1.014 pacientes com deficiências físicas e intelectuais. Também são atendidos cerca de 300 pacientes de outros 66 municípios do Estado. A instituição atende também 500 pacientes encaminhados por planos de saúde ou particulares o que totalizam uma média de 20 mil atendimentos nas diversas áreas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × um =