Acusado de estuprar Mariana Ferrer é absolvido pela justiça

Três desembargadores da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC) decidiram absolver o empresário André de Camargo Aranha, de 44 anos acusado de estuprar a influencer digital Mariana Ferrer, de 25 anos, no bar Café de La Musique, em Florianópolis, no ano de 2018. O réu foi absolvido pelo juiz de 1ª instância Rudson Marcos, da 3ª Vara Criminal de Florianópolis, em setembro de 2020.

O TJ disse que não pode fornecer informações oficiais, já que o processo corre em segredo de justiça.

A defesa de Mariana afirmou que estuda a possibilidade de recorrer da decisão no Supremo Tribunal Federal (STF) e no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

O CASO

A influencer Mariana Ferrer estava com os amigos no bar Café de La Musique, em Florianópolis, em 2018, quando alega ter sido dopada e estuprada pelo empresário André de Camargo Aranha.

A perícia que realizou o exame de corpo de delito na vítima encontrou sêmen do empresário e sangue dela. Conforme relatório do exame da perícia, o hímen da Mariana Ferrer havia sido rompido.

O exame toxicológico não constatou o consumo de álcool e drogas. A defesa da jovem, porém, diz que não foi descartada a hipótese de uso de outras substâncias como ketamina, droga que induz um estado de transe.

LEI MARIANA FERRER

A Câmara dos Deputados aprovou em março deste ano, o Projeto de Lei que proíbe, nas audiências judiciais, o uso de linguagem, informações ou material que ofenda a dignidade da vítima ou de testemunhas.

O projeto ganhou o nome de Mariana Ferrer depois que em uma audiência do caso, Mariana foi alvo de humilhações por parte do advogado de defesa de Aranha, na qual ele acabou inocentado do crime de estupro.

Na ocasião, o advogado Cláudio Gastão mostrou cópias de fotos sensuais produzidas pela jovem antes do crime, para argumentar que a relação foi consensual. Disse que as imagens eram “ginecológicas”. Em nenhum momento foi questionado sobre a relação delas com o caso. Também falou que “jamais teria uma filha” do “nível” de Mariana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 2 =