Acordo aumenta expectativa para leilão do aeroporto de Macaé

Nessa semana Macaé pode comemorar mais uma conquista para o desenvolvimento do município. Um acordo entre a União e o Estado de do Espírito Santo colocou um ponto final na ação civil pública contra a concessão em bloco dos aeroportos de Macaé e Vitória. Com o entendimento, a expectativa para atração de investidores para o leilão que será realizado no dia 15 de março, em São Paulo, aumenta, além das garantias da segurança jurídica do processo.

A homologação do acordo contou com a presença do secretário Nacional de Aviação Civil, Ronei Glanzmann, que destacou os ganhos para Macaé. “Teremos um processo de concessão bastante robusto. No dia 15 de março, teremos o leilão em São Paulo e temos certeza de que vamos atrair os melhores operadores do mundo para operar o aeroporto de Vitória e o de Macaé. Ganha o Brasil, ganha o Espírito Santo, o Rio De Janeiro e, logicamente Macaé que tem um grande potencial de crescimento com a retomada da indústria do petróleo”, afirmou.

Para o prefeito de Macaé, Dr. Aluizio, a concessão do aeroporto, em conjunto com outras medidas, trará novos tempos para o desenvolvimento do município. “Polo de startups, retomada da indústria de óleo e gás, aeroporto em concessão à iniciativa privada. Novos tempos em que palavras como eficiência e competitividade terão seu verdadeiro significado”, ressaltou Dr. Aluizio.

O bloco sudeste, composto pelos aeroportos de Macaé e Vitória, deve ser um dos mais disputados no leilão que contará ainda com outros dez aeroportos divididos em dois blocos, o Nordeste (Recife, Maceió, Aracaju, João Pessoa Campina Grande e Juazeiro do Norte) e o Centro-Oeste (Cuiabá, Sinop, Rondonópolis e Alta Floresta).

A sessão pública do leilão, em 15 de março, será realizada na sede da Bolsa de Valores de São Paulo. O prazo de concessão será de 30 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 + vinte =