Ação em Niterói chama atenção para os efeitos da poluição do ar nas crianças

Para tornar o mundo um lugar melhor para as crianças, pensando nos impactos na saúde e desenvolvimento dos pequenos, uma intervenção urbana será realizada no sábado (16) das 7h às 19h, na Praia de Icaraí. Uma “bolha cinza” gigante terá o objetivo de chamar atenção e alertar sobre a importância de reduzir os níveis de poluição. A ação faz parte da campanha global ‘Livre para Brincar Lá Fora’.


A gestão municipal está implantando e ampliando uma série de iniciativas voltadas para promover mudança de comportamento no cuidado de crianças de zero a 6 anos. Em agosto, o prefeito Axel Grael assinou uma carta-compromisso com a Primeira Infância através da Rede Urban95, para promoção de mudanças duradouras nos espaços públicos e nas oportunidades que moldam este período da vida das crianças.


“A indicação de Niterói tem a ver com a preocupação demonstrada pela cidade para com a qualidade do ar, principalmente com relação às crianças. Um bebê respira quatro vezes mais que um adulto, e fica sujeito a maiores cargas de poluentes em relação ao seu peso. É muito importante garantirmos ar puro para quem ainda está em formação. A Prefeitura de Niterói está comprometida com o assunto e está desenvolvendo projetos de monitoramento da qualidade do ar em locais de trânsito e permanência de crianças da primeira infância”, detalha a secretária do Escritório de Gestão de Projetos (EGP) da Prefeitura de Niterói, Valéria Braga. 


Os impactos das mudanças climáticas nas capitais brasileiras também são alarmantes. Um estudo realizado pelo Carbon Disclosure Program (CDP) mostrou que 83 municípios relataram 307 perigos climáticos, como inundações, tempestades, secas e doenças causadas por insetos ou outros vetores. No que diz respeito à saúde, a implicação mais relatada está nas doenças transmissíveis como malária e dengue, mas outros tipos de problemas, como doenças relacionadas ao calor, também foram identificados.

“Cuidar das crianças é fundamental para termos uma sociedade mais sadia e respeitosa com a vida. Focar na questão climática é mais do que pensar na qualidade do ar que respiramos, mas também planejar um futuro melhor para todos”, comenta o secretário municipal do Clima, Luciano Paez.

Riscos da poluição do ar para a saúde 

Muitos são os efeitos da poluição do ar à vida humana, sobretudo nas crianças. De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), a cada ano, a poluição do ar mata meio milhão de crianças de até cinco anos no planeta.


Há evidências científicas de que a exposição de gestantes e bebês à poluição eleva o percentual de morte fetal e agrava o risco de mortalidade infantil. Além disso, centenas de milhares de crianças sofrem de doenças respiratórias crônicas, doenças pulmonares, entre outros problemas de saúde.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − 10 =