Ação conjunta resulta na prisão de “gerente” do Menino de Deus

Augusto Aguiar –

Uma ação conjunta entre policiais civis, da 79ª DP (Jurujuba) e do 12º BPM (Niterói) resultou na prisão, no fim da manhã de terça-feira (11), de Matheus dos Santos Venâncio, o Pinguim, apontado como gerente geral do tráfico, na comunidade Menino de Deus, no bairro do Rocha, em São Gonçalo. Ele e dois comparsas foram surpreendidos, numa blitz da PM, na Estrada Caetano Monteiro, próximo ao Largo da Batalha, em Pendotiba.

Na operação, os PMs desconfiaram dos ocupantes de um veículo, modelo Cherry, de aplicativo de transportes de passageiros, por volta das 11h30m, e o condutor alegou que estava prestando serviço aos demais “passageiros” Matheus, Yago dos Santos Ribeiro, e Euler Márcio Ramalho Pereira, além de um menor. Durante a revista, foi encontrada certa quantidade de drogas (maconha), dois tabletes da mesma droga, e outra pequena quantidade de droga dentro de um aparelho de triturar erva. O veículo foi apreendido por transitar com pneus em má condições de conservação. Nos aparelhos celulares dos ocupantes do carro foram encontradas fotos dos envolvidos com o tráfico, portando diversas armas de fogo, como fuzis e pistolas (inclusive o menor). Ao serem indagados, eles confirmaram serem oriundos de São Gonçalo (da comunidade Menino de Deus), assumindo também que as drogas seriam deles. Também, segundo os acusados, as fotos teriam sido tiradas na boca de fumo da mesma comunidade.

Conduzidos para a 79ª DP (Jurujuba), a equipe de investigação da distrital constatou que os acusados eram ligados ao tráfico e foram autuados. “Os policiais do 12º BPM foram exemplares. Abordaram os elementos no veículo, e perceberam que apesar da pouca quantidade de drogas que portavam, estariam se deslocando de uma comunidade para outra. Eles trouxeram os envolvidos para a 79ª DP, e foi verificado que esse elemento (Matheus) era um dos líderes do tráfico na comunidade Menino de Deus. Também foram encontradas fotos nos aparelhos celulares que carregavam (material enorme), além de outras denúncias que interceptamos. Também tivemos acesso a como funcionava o tráfico naquela localidade (Menino de Deus). Foram prisões importantes no sentido de investigações futuras”, relatou a titular da 79ª DP (Jurujuba), delegada Helen Sardemberg.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *