‘Acampamento do tráfico’ é descoberto na Região Oceânica

Estratégias similares às utilizadas em guerra têm se tornado cada vez mais comuns entre a criminalidade urbana. Em Niterói, policiais militares desmontaram, nessa terça-feira (5), uma espécie de “acampamento”, que estava sendo usado por traficantes para armazenar entorpecentes e fazer tocaia para assaltar residências.

Bandidos improvisaram uma barraca utilizando colchões, lençóis, plásticos e roupas. O aparato foi instalado em uma área de mata próximo à Avenida Irene Lopes Sodré, no Engenho do Maro, Região Oceânica de Niterói. Durante a ação, um “morador” do acampamento foi preso em flagrante. De acordo com os agentes, ele estava armado com uma pistola.

O local foi descoberto após moradores denunciarem à PM terem visto homens em atitude suspeita circulando pela área de mata. Militares do 12º BPM (Niterói) apuraram que, por meio dessa área, bandidos estavam acessando casas para cometer assaltos. Um Grupamento de Ações Táticas (GAT) foi mobilizado ao local para confirmar as informações.

Os militares fizeram buscas pela região e encontrou o acampamento improvisado. De acordo com os agentes, o local estava sendo ocupado por traficantes da Comunidade do 21, que fica nas adjacências. No momento da abordagem policial havia apenas um criminoso no local. Ele foi preso em flagrante por crime de tráfico de drogas.

Em buscas no interior da barraca, os agentes ainda encontraram grande quantidade de drogas, que ainda serão contabilizadas. O material entorpecente seria usado para abastecer o comércio ilegal de entorpecentes na região. As drogas foram apreendidas e encaminhadas à delegacia, assim como a arma encontrada com o suspeito. O caso foi registrado pela 76ª DP (Niterói), central de flagrantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze − um =