ACADEMIAS REABREM APÓS TRÊS SEMANAS DE PARALISAÇÃO

Nesta terça-feira (20), segundo dia de flexibilização das medidas restritivas adotadas em Niterói, foi a vez dos salões de beleza, academias de ginástica e bancas de jornal voltarem a funcionar. Amanhã é a vez da reabertura dos clubes esportivos, que terão horário especial de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 13h às 19h; e aos sábados, domingos e feriados, das 8h às 18h.

Segundo Luciano Gomes, presidente da comissão de Niterói do Conselho Regional de Educação Física (Cref), o retorno das atividades nas academias de Niterói “ocorreu dentro das expectativas”.

Ainda segundo Luciano, o movimento só deve retornar à normalidade a partir de maio.

Proprietários e alunos comemoraram o retorno das atividades. O comerciário Marco Antônio da Silva, 57 anos, afirma que “para quem costuma malhar, a melhor coisa foi a volta das academias, pois a condição física é essencial para uma vida saudável”. Tanto alunos, quanto instrutores das academias, aprovaram as medidas de segurança implementadas pelos estabelecimentos e afirmaram se sentirem seguros durante prática dos exercícios.

No entanto, há quem seja contrário à reabertura das academias por não reconhecer que se trata de uma atividade essencial. É o caso da professora de história, Andrea Maria, de 51 anos, que reconhece a dificuldade vivida pelos profissionais do setor, mas afirma que “o retorno das academias poderia esperar um pouco mais, pois trata-se de uma atividade que provoca aglomeração em ambiente fechado.”

PROCURA POR MENORES ESPAÇOS CRESCE DURANTE A PANDEMIA

Na contramão das grandes academias, que, segundo dados da comissão de Niterói do Conselho Regional de Educação Física (Cref), já acumulam grande prejuízo por causa dos cinco meses em que precisaram se manter fechadas, devido às sucessivas medidas de restrições acumuladas num período de um ano, o interesse por pequenos espaços para prática de exercício físico, os chamados estúdios, só aumentou durante o período da pandemia. Segundo a instrutora de pilates, Flávia Terra, seu estúdio de pilates funcional vem recebendo solicitações de alunos que costumavam frequentar academias de ginástica, mas agora buscam espaços com o objetivo de garantir maior segurança.

Outro fato observado pelos funcionários das academias, nessa reabertura das atividades, é que muitos alunos afirmam ainda não se sentirem totalmente seguros para retomar os exercícios nesse momento, preferindo adiar um pouco mais esse retorno.

Ainda segundo esses profissionais, há um crescente interesse do público idoso pela prática de exercícios físicos nesse primeiro momento de retorno das academias.

PRAZO PARA SANÇÃO DA LEI QUE RECONHECE FUNCIONAMENTO DAS ACADEMIAS COMO ATIVIDADE ESSENCIAL TERMINA NA PRÓXIMA SEXTA (23)

Projeto de lei de autoria do vereador Casota (PSDB), que inclui as academias de ginástica como atividade essencial, aprovado pela Câmara Municipal de Niterói, no dia 25 de março, e que seguiu para sanção do prefeito Axel Grael, terá seu prazo de análise pelo chefe do executivo municipal finalizado na próxima sexta-feira (23). A expectativa da categoria é que o prefeito sancione a lei. Mas caso o projeto seja vetado pelo prefeito, no todo ou em parte, a Câmara ainda pode derrubar o veto. Mas, para isso, precisará de quórum qualificado, ou seja, do voto da maioria absoluta dos vereadores.

Marcelo Feitosa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte + sete =